Rebel: Imagens, palavras..minha essência... um amigo da natureza

Rebel

LOOKING IN WINDOW


R.E.B.E.L - Most View- - Week- Top Ten

terça-feira, 30 de junho de 2015

Silent night, holy night....

RED..
Comecei a pensar assim,
noite silenciosa,
noite sagrada
e foi assim...
a magia.
algo inspirado,
a iluminar a mente,
depois,
a lembrar da noite.
WORDS
PHOTO
REBEL.

Minhas mãos..livres


Em meu rosto...
meus cabelos...
meus lábios...
a..brisa
Penso no encontro,
sentido delicadamente...
no beijo, 
O toque perfeito...
num abraço...
Minhas mãos..
livres..e soltas,
braços abertos..
aos teus abraços.
A brisa leve..
em meu rosto..
o vento assim
 me toca
 no ar...
esta maciez,
poderia
ser teu corpo...
leve e suave
Enxergando,
mirando
Fitando.
o horizonte...
divago,
em
tempos de primavera...
meu olhar é límpido..
E distanciadamente,
falamos do mundo,
imaginado,
enfim,
queremos sim 
e 
assim, 
terno
como poemas ao  olhar..
Olhar para o céu
olhar para a terra,
olhar a paisagem,
no meio da porta,
pensando nas palavras
os lábios  nada a pronunciar...
o silêncio, 
o pensamento 
que não se 
esconde,
estão e são palavras...
Ah, quem me dera ir-me..
agora..
onde estou
ficar onde está você,
com você....
Sentir o cheiro
de sua pele..
o seu abraço..
sentir sua voz...
Boas palavras,
que calam outras,
sentidas na solidão 
é nas pequenas coisas
que temos,
que são
nossa 
essência..
de tudo..
estar assim,
a olhar, 
sou aqui
um homem só,
que pensa na mulher..
mais perto,
no meu céu,
tocar em você..
assim...
a refletir,
sem rodeios,
apenas  só...
não é solidão...
e  pé todo ao chão,

 
caminhar em frente,
onde
 só restaram entulhos
pelo chão,
Sinta a minha presença,
Dentro da sua vida,

Em todos os sentidos.

é o que excita e

faz feliz
sem nada proibido,
ou  sem pecado.
só nós..
de tudo...
o dia acaba,
Gosto de olhar..
Para os seus olhos,
como olho o horizonte
Sentir a tua presença,
seu carinho,
fosse um mundo a sós,
nós a sós,
tudo teria mais sentido..
com
tua presença.
photo
words
rebel 

A TARDINHA


Preguiça na tarde, upload feito originalmente por *...REBEL..*.
Em meio à sessão,  de fotos o autor, 
um cara mais consciencioso 
dá uma espiada na filha, constata 
que ela está muito a vontade 
e tenta apressar  
as fotos antes de chegar ele....
o sol no monte..
e dar um adeus..
Mas nem sempre é possível, 
porque quem vai a outros motivos, 
a gente quer mais que uma foto quer também trocar uma palavra com a filha ao vivo e sentir, ao vivo, se ele se parece com o que escreve.
É um momento bonito, esse encontro do fotografo com sua filha.
E não importa que tenha depois 
o que tenha sido.. uma noite de outros imaginários.
Mas a vida é assim.. 
ter trocado com ela um única e simpático momento, deixado fotografar-se assim 
ao assento do carro...
Bem dito, escrito algo bem simples, 
e depois visto o tchau do sol 10 minutos 
cravados.
É um momento bonito, esse encontro..tá registrado..
Trocamos a cada momento isso e temos a possibilidade de descobrir,
ter liberdade em troca de comportamentos  não padronizados tão em voga , no mundo materializado de hoje
A nossa vida não pode ser igual a dos outros..podemos ser únicos.
Por isso somos seres diferenciados...
Bem isso já é um alento...
liberdade e fotografia  

Cume e abismo

O pior destino que um homem pode ter 
é viver sem objetivos,
sentindo sozinho,
sem arriscar
e
sem ser ousado,

nas atitudes,
sem perseverança,
sem obstinação.
O poder da vontade transforma 

o homem.
leva  ao ponto mais alto..ao cume.
O tempo transforma o homem.
O Amor transforma muito mais...
eu acredito..
em tudo isso 

mas há algo,
que vem de Buda...
mas claro,
"Cada pessoa tem saber,

o que consegue suportar...
como todo alpista focado 

em seus objetivos
ousa, arrisca e sabe onde pode chegar..

sempre ao cume está focado"..
nem sempre lá chega.
Sim  já soube de.... 
Alguém nos assombrar....
dizendo
o sucesso depende só de cada um..
eh muito peso em cada ser...
dependemos muito pouco de nós..
e muito dos outros..
de coisas..
interações..
fatores coincindentes.. etc..
Já é, de novo,

um senhor do tempo, 
pode nos que transformar..
chamo-a: experiência..
e uma conjunção de outros
fatores externos a nós.
Do nada,
o cotidiano vira em poesia....
ai sim depende muito de você...
As vezes você esta diante de um papel....
e pode criar um grande momento..
é só papel..
ficção ou realidade...
O grande momento..é
a grande subida..mas pode ser
logo o grande abismo....
Flertamos com abismos a vida  toda...
por um princípio gravitacional...
tudo ajuda morro abaixo..
todos nós já..

sentimos que a lei do menor
esforço tb predomina na queda....
Flertamos com esse abismo...
que nos acompanha, por toda a vida..
A morte do ponto de vista biológico é um abismo...o grande fracasso.
Nela caíram inúmeros artistas,

cantores...jovens na plenitude.
para dizer em casos conhecidos,
mas na vida comum,
há muito mais..em numero...
Ousaram, 
Arriscaram 

Chegaram..ao o cume
Lugares altos lembre-se

são sempre traiçoeiros...
Pessoas que tiveram 
seus dias de glória....
já não mais os tem.. ou tal, 
desceram ao abismo e são apenas 
mais  um ser obscuro.
É também, menores potencialmente,
Na vida qualquer atitude banhada 

pela luz de inteligência..
e
sabedoria...
leva as pessoas aos lugares altos,

com nossos sonhos alcançados, 
a conhecimento...o poder ou a fama...
mas sempre lembrando que o abismo 
é logo ai..
e não voamos.
Words
Photo
Rebel.


Maior

"O maior inimigo nosso, 
não vem de fora, 
está no próprio homem"....
Nossa Trincheira deveria 
se só de amigos...
mas temos 
o fogo cruzado amigo...
que muitas vezes 
nos TIRAM  
do combate.
por isso é o 
Maior inimigo.
A vida..
A dor.
O desprazer.
O medo.
O destino..
meus passos perdidos 
pela estrada...
Já  sei a razão,
por que aquilo..
Fecho os olhos.
Quero não ser assim.
Cada ser,
não deve ser só,
com seus males,
nem no meio do rio....
de águas azuis 
e da surpreendente margem 
de mata nativa..
só com o fogo amigo...
a solidão mais profunda 
e não suporta..
nem o mais belo cenário.


Photo
Rebel.
words
Rebel.

O espirito da noite

Ao mesmo instante
tudo parece...

tão distante..
Como entender

as aflições da  alma
numa cidade 

crepuscular,
de luzes fugidias
e na escuridão,
surge  a lua

o auge da beleza,
talvez 

a mais perfeita alusão
ao..
espírito da noite.


Nada muda, nem entre.. Brasil e EUA

Não preciso rir, 
mas,
já que nada muda...
no Brasil, 
temos assim,
um país atrasado 
numa 
República estranha.
Mas, depois das fotos..

voltei,

retorno ao lugar comum.
Continuo, 
num pais, 
sem  afinidade ideológica...
com o poder dos EUA...
prejudicado no ambiente global,
por isso.
Levando em conta que há uma

probabilidade
de Washington continuar,
avesso ao Brasil.
até certo ponto,
e fora de sintonia,
com nossos governantes.,
Ontem era ruim

espero no futuro,
uma situação melhor.
graças,
aos EUA 

e não ao Brasil.
Mas meu maior desejo é que,
os EUA, encontrem

um modo de voltar
a incluir o Brasil
em suas discussões...

importâncias suas Globais.
Agora vamos para algo maior.
Minha filha está morando,

na Irlanda do Sul..
E um lugar no interior de Cork..

parecido com 
a pequena cidade de Iomerê,
donde moro e 

via de longe, 
a poesia Beat,
a contracultura,
dos Beatles,
dos Bee Gees,
O feminismo,

Querra Fria,
Bob Dylan,
uma era,

onde tudo,
era 
ou se pareciam,
como algo distante,
que eu só podia ver,
ou 

ser visto pela televisão.
Tudo mudou 
quando fui morar  em Curitiba.
Enquanto o mundo mudava

era bastante rápido, nos anos 70,
mas nos anos 1960,
a nossa família mudava
de Pinheiro Preto a Iomerê,
é lá nesta pequena cidade...
que falo tanto.
Iomerê está,

bem diferente de 1934,
e dos anos 60,
está  no coração do 
estado de Santa Catarina.
Minha filha agora, mora 
no sul da Republica da Irlanda,
Pais que enviou muitos irlandeses aos EUA.
Vejo nas fotos da Isabella,
como é lindo o lugar,
Cork é onde mora.
Veja o vídeo dela.

https://youtu.be/RaGRNt0zojw
Só que não nada demais era...
alguém que conhecia
só o universo sufocante 
da vila de Iomerê,
onde vivia, 
com meus pais,
onde tinha além de tudo,
um olhar controlador  
dos costumes,
dos vizinhos 
e  das freiras 
e dos padres, 
havia as amarras 
no comportamento 
a tudo que se deveria ser,
responder as demandas, 
por conta dos  católicos 
em sua maioria,
e havia uma espécie 
de consenso religioso e social, 
até nas pequenas intrigas 
entre moradores...
Imagino isso assim, 
em todo lugar pequeno 
na Irlanda e nos EUA.
Gostei e gosto,
da ideia 
de que mulheres podem 
ficar independentes 
e levar outra vida em 
um lugar distante...
Agora que vejo ela lá  a Isabella..
lembro do Italianos que foram 
aos EUA,
e  vieram ao Brasil.
os Irlandeses que foram aos EUA,
foi algo que começou 
e mutos  anos no seculo 20,
lá longe,
mas é algo bem palpável. 
Senti isso dela,
que emigrava,
ir embora 
para outro pais..
corajosa,
sinto agora 
por quem viveu essa transição.. 
nos anos de 1890 ou nos anos 1960...
Meu avô, era de Enego,
Vicenza e veio 
ao Brasil em 1898,
Silvio Dalmolin 
nasceu em 10/09/1885, 
nasceu em Enego
na província de Vicenza
no Vêneto Italiano

e
Elisa Catharina Ballen, 

nascida 1896 
em Feltre Belluno,
Tb,
norte da Itália,
Chegaram aqui no fim século 19, 

eram portanto italianos...
nunca se nacionalizaram brasileiros,
tiveram muitos filhos e filhas.

Minhas lembranças de garoto,
alimentam também este post,
no meu blog..
Silvio meu avô, ele, 
era muito comunicativo,
fumava um palheiro,
tomava vinho,
que se encontrou com 
a vila de 
São Marcos em Tangará.
seu trabalho,
onde viveu da lavoura. 
No caso a fotografia.
em 1926...abaixo..a sua família,
minha mãe é do colo.

A vida era dura no começo do seculo 20
Hoje o comportamento 
e a sociedade está bem diferente..
dos meus anos 60...
enfim transformado..
mas foi de  modo muito,
mais gradual 

e particular 
no seu tempo,
foi um tempo,

sem estradas e serviços,
até que a mudança 

se impôs completamente..
assim como tudo,

na época da Imigração,
no EUA,
e no Brasil.
Nem eles,
os Irlandeses, 

ou Italianos,
como eu 

não imaginei 
eles nem 
também tudo que 
fariam e que são hoje.
Mas é certo que não 

se sabia, 
o mundo 
em que iriam crescer,
os descendentes,
já  que 

ia ser completamente diferente..
Os EUA, era bem diferente,
que apresenta hoje,
O Brasil idem.
Trato de ver neste ponto de vista,
de cada ser que tem sua

própria experiência,
de ir Embora para Irlanda,
mas ainda do ponto de vista de uma mulher...
de apenas 20 anos.
Sei espero escreve algo..
é inspirada em sua estada lá,
minha filha e garota.
Email recente...
Aqui tá mais ou menos...
O clima tá ótimo, temos maravilhosos dias ensolarados, anoitece tarde, lá por umas 10 horas, o pôr do sol aqui é bonito, esses dias olhei para um e lembrei de você.
A comida daqui é bem gostosa, temos bastante batatas, cenoura, e eu sempre como um presunto, que eles chamam de Ham Bacon, acho que você gostaria pois lembra um que comprávamos.
Moro aqui em County Cork,
e a minha cidade tem um castelo bem legal.
Ela conhecia era só o universo de Videira,
ou das nossas viagens..
O meu olhar..


Este post tem a ideia de dissecar..
que leva  a esta,
mudança..
de ficar independentes 
e levar outra vida  e,lugar tão distante..
É o que me resta,
senão eu  fazer algo,
para exprimir meus sentimentos,
sem ter de falar. 
Escrever é uma saída.
Ela me contava
Do país, esta Irlanda é que 

agora engajado na campanha 
pela aprovação 
do casamento gay da Irlanda, 
por meio de um referendo, em maio.
penso na rapidez com a qual 
o homossexualismo foi aceito,
la e foi de uma forma muito rápida,
e mais considero o contexto de abertura econômica da Irlanda 
o país que terá a chegada 
de mais estrangeiros 
o Meu filho Marco,
em Julho 2015.

Acima de tudo,
resta pensar que até 1960,
era algo dificil sair de Imerê...
Na Irlanda...
como no Brasil
muito a mudar.
A igreja e antigos 
comportamentos 
que seguem influentes 
em muitas partes..
do lugar...somos um Pais conservador.
Cidades pequenas, como a minha Iomerê, 
ainda é muita coisa que 
segue 
sendo não discutida abertamente. 
O brasileiro 
segue em toda parte
com outros tantos tabus,
como patriotismo e 
a política corrupta..
Não há nada que 
aqui,
não sejam tratados 
como temas essencialmente políticas.
então nada muda.

Sei que se aprende muito mais ouvindo as conversas..
A vida segue,
há mais seriedade,
aqui no interior,
mais 
que muitos outros lugares..
no Brasil
Tem coisas,
que escutamos,
fica na mente a vida toda,
são essas coisas,
lá atrás,
como quando 
somos garotos,
e somos indefesos,
e muito quietos, 
de oito ou nove anos. 
E
fica,
Fica,
como que para sempre 
em nossa cabeça.
As conversas  de amigos 
no bares,
sempre inspiravam..
como andar na Praça.. 
a Igreja..
o Seminário. 




"A ideia de estar...
de imaginar num país, 
que se vive,
acima Fotos de meu pai e  primos..
família Rebellato, descendentes de
Italianos,
que fizeram um outro pais,
junto 
com seus ascendentes,
desde o seculo 19 e 20,
que vieram ao Brasil,
deixara este entorno da família, 
será sempre assim, 
no meio dos Italianos
tudo é muito cheio de inspiração literária. 
Cada UM  é uma pessoa pelos outros 
ou por fora em cada uma há outra 
pessoa por dentro, 
e escrever exacerba isso. 
Escrever,
Eis algo que usamos
para passar nosso jeito de ser 
e olhar o mundo,
um jeito de dar voz 
para cada 
um  tem na  sua pessoa interior.
Abaixo uma foto que fiz
de Iomerê..e seus lindos morros.
Nada muda só.
só entre os governos..EUA
e Brasil.
https://www.youtube.com/watch?v=RaGRNt0zojw





segunda-feira, 29 de junho de 2015

Festa Sob as Bombas.

O bom pouco visto e o ruim muito visto hoje,
mas  já se ocultaram 
por muito tempo neste país... 
o que não deixa de revelar uma verdade.
CONTINUO COM vontade de escrever s
obre o que vejo no horizonte...
além do belo por do sol..
vejo na cidade olímpica de 2016...
do Rio de Janeiro..
dominada pela violência..
Os fatos, que acontecem 
e depois por vezes, 
comentam-se por si mesmos.
Mas, a começar pelo que se ouve,
será uma "Festa Sob as Bombas e tiros", 
o bom e o ruim irão conviver..lá..
já é bem atual...
que a  natureza no Rio de Janeiros, 
é linda não que cidade é bela, 
e a violência..
é tudo que poderia dizer...
Está sempre em curso uma verdadeira indiferença,
em relação a violência..
Mais do que tudo, uma percepção equivocada.. 
há diferenças de classe, 
das hierarquias intelectuais, d
as percepções do Rio de Janeiro..
As pessoas mais célebres não se dão ao luxo 
de desconhecer isso, 
as pessoas que conhecem a cidade,
não tem o que se vangloriar,
do fato diretamente...
de haver uma olimpíada...sob fogos de bala.
Tudo tão selvagem 
e perigoso que chegará 
a ser assustador (...)
"Creio que não há nada,
quem me deixe mais indiferente,
do que a mente dessas pessoas"..
que pensam assim do Rio...
como um lugar igual a outros..
que não éh..
Tão estranha,
quanto uma mente,
do próprio bandido, 
que gosta de descobrir, 
os impulsos brutais,
que ele próprio não controla mais e mal...
tudo é assim.
O pior, que esse país 
está sendo destruído 
por bandidos como no Rio.
"No Brasil, onde nada 
se oculta por muito tempo...
um dia o tempo dirá..
a verdade aparecerá 
antes ou até a Olimpíada, 
que será só ano que vem,
2016...tá perto...
talvez mude alguma coisa 
ou se explodam de vez"