Rebel: Imagens, palavras..minha essência... um amigo da natureza

Rebel

LOOKING IN WINDOW


R.E.B.E.L - Most View- - Week- Top Ten

quinta-feira, 31 de dezembro de 2015

Branco

IBISCUS
Hibisco.
do meu próprio sonho
me trouxe adormecido
à minha escrivaninha..
Mal abri os olhos
agora,
esta bela sensação de 
ver algo branco.
Alegria e uma certa magia..
depois de sair d
o meus lençóis brancos,
nesta virada.
Agora se torna mais presente,
mudou o ano,
busco nas flores que sinto e vejo...
para um sinal da virada..
para o ano novo..
novos perfumes
inalarei...
novas cores 
almejo
e me fazem sentir mais vivo nestas horas..
novas idéias para meu encanto,
Simplifico esta espera...
escrevendo..
basta que sejam branco apenas..
Que enfeitem a virada..
quanto o ano novo,
aguardo..
aguardo..
assim..
 sei,
que
a mulher de olhar brilhante,
é 
muito triste pensar nela, 
distante,
na mulher reprimida
que precisa viver
suas fantasias em segredo,
pela internet...

Talvez só exista um
homem..
interessante..
dizer isto,
nada muda,
é só para provar...
só,
para que saiba...
que tudo vive,
apesar de tudo.

E agora, 2016

ROAD
ESTE ANO,
Chega ao fim
Enfim agora posso parar
de correr
Foi
uma longa jornada,

até aqui...
Um tempo que aconteceram tantas coisas

foi sim tão longo tempo 2015,
A emoção faz meu coração bater,

mais rápido
Você pode não ouvir aquele som
Porque ainda estamos tão longe...

Mas não posso deixar de pensar,..
e continuar pensando..
ainda há vida no campo,
há vida enfim aqui onde vivo,
E agora, 2016
Sabe que é

que sempre olho para o sol,.
era o que eu podia ver todo ano

e ainda,
ano que vem, 
Oh que maneira simples

de rever tudo que passou...
Puxa a mente muita coisa,
E então eu olho para o céu de novo,
E vi o sol, vi arvores, 

o verde, 
os animais 
no campo
a estrada,
E a maneira de lembrar 

onde passei,
field still life
em todos lugares,
em todos momentos,
há sempre o sol brilhando,

2011, será mais um
que fica na lembrança,
Quando as rodas de meu carro giram, por ai,
E você se sente decepcionado
Desaparece os seus problemas,
de ver as belas manhãs ao seu redor
Assim que eu não posso deixar de pensar,

deixar de olhar, 
olhar agora,
cada vez que o sol vem,
eu olho para o céu
SUNRISE

O sol é uma maneira tão simples

de buscar motivação.
ele empurra vc para frente...
em todos momentos
em todos dias
em todas horas.

PHOTO
REBEL

EXPLORE

EXPLORE

 Explore em 31.05.2012

A natureza precisa ser contemplada e premiada..

EXPLORE TODAY 
natureza é nossa mestra...
obrigado pelo Explore
de ontem no Flickr
Ela está ai, nos ensina 

e nos podemos aprender 
com ela.
This my group in flickr, is dedicated to NATURE
http://www.flickr.com/groups/naturezaeamigos/

Minha Casa Era Pobre.

Em lembrança daquela época, 
minha casa da infância 
não era
igual  da foto
mas parecida, 
de piso de madeira, 
tinha teto 
e paredes de madeira, 
telhas 
de barro, 
banheiro 
era uma patente, 
sem água encanada, 
poço onde tirávamos água 
e mas não tinha nada. 
Vivia no interior era as décadas de 1960 e 1970, e minha família numerosa, 
quando cada mulher tinha, 
em média, seis filhos. 
A mãe teve 10, um a cada 
dois anos, numa casa de jeito simples em Pinheiro Preto até 1963. 
Na década de 1960, após migrar para Iomere, minha mãe teve só 3 crianças, 
era comum ter muitos filhos no casamento.
Vivíamos sem empregada doméstica, 
não havia emprego e todos 
sobrevivemos por mais de três décadas no comercio 
e conseguiu comprar carro, casa estudar os filhos. 
Devagar, fomos economizam 
para construir mais cômodos 
e aumentar o espaço para a família. 
"Em vista daquela época, pelo que tenho hoje materialmente, estou no céu. Não lucrei muito da minha infância. Com oito anos, eu já estava na roça trabalhando...ou no comercio do meu pai. 
Aprendi a ler, com minha tia Antonia, 
na vila Bressan, 
era escola Rural seriada de primeira até a quarta na mesma sala mas hoje acho que a estabilidade no trabalho e a família pequena a ajudaram a melhorar de vida. "Se tivesse menos irmãos, talvez minha mãe não estava se matando de trabalhar e conseguiria melhor padrão de vida. Para dar comida a todos, teria que tratar de qualquer jeito porque não tem como dar roupa, sapato e estudo. A sorte que tínhamos 
comercio e dar comida era mais fácil e que todos trabalhavam, mas minha mãe criou todo mundo com estudo, em Iomerê
Minha mãe sempre trabalhou em em casa, ela e filhos se esmeravam para arear as panelas e lustrar os tacos do assoalho e ajudavam o pai no comercio assim com irmãos . "Era gostoso ter família grande, mas não eu quis reproduzir aquilo. Quis dar um passo além." tudo que me fez ir mais longe...tem a ver e olhar este modelo mas seguir meu próprio caminho "Estudei porque comecei a trabalhar cedo e vi outros exemplos, e não porque meus pais me incentivaram. Quando você começa a estudar fora de Iomerê, sai da periferia uma capital, para de seguir o modelo que está ao lado e quer progredir."Eu conclui o ensino médio em curso muito Bom em Curitiba e seguiu os estudos até terminar a faculdade de medicina. Quando me casei, rompi o modelo da família numerosa. Ter poucos filhos e seguir "espírito do tempo mais recente e outra preocupações". "Meu pai dizia: quem não quer estudar vai casar. Eu casei tarde e quis ser como um tio, que estudou muito e sempre tive o meu dinheiro cedo."Quando era pequena, não havia como ter minhas economia e se viajava pouco. "Era difícil sair com todas crianças...iamos aos domigos no meu avô em São Marcos - Tangará". diferentemente dos guris de hoje acha legal a vida no interior, não me convencia de que viajar para o cidades grandes era mais divertido que alimentar galinhas, andar de tabuinhas, o buscar amoras no interior do terreno do meu avô Silvio Dalmolin.
As pessoas são assim mesmo.
Umas são o que são, outras fingem que são, algumas pensam que são, tem 
as que querem ser, 
as que não conseguem ser, 
as que precisam ser, 
as que cansaram de ser 
as que nunca vão ser.
E tem muito mais, 
acredito, 
que a melhor de todas, 
são pessoas que são 
e ainda nos fazem 
ser felizes
e que deixam os outros
felizes.

quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

fleur...chic


fleur...chic, upload feito originalmente por *...REBEL..*.
Sonhos e realidade quando se misturam..
ficam tão belos quando ocorrem,
como a flor ou flores.. acima..
Mas na mente..
alta horas..o belo..
.....devagar...
retomo 
as lembranças...
vai me tomando..
a vida tem isso
belas cores...
prazeres..
a beleza é assim,
por isso é beleza...
encanta..... 
tá ai ao seus olhos,
Parei para escrever..isso..
para acender a mente
e refrescar os olhos,
que nesta horas..depois das horas in road,  me ardiam...
depois de chegar de viagem 
Deve ser o calor..
ou frio que se misturam..
hoje lá fora.
algo diferente...não...
escrevo..
Algo melhor..sim
esta na foto achei linda
as coisas..
que acontecem nas minhas horas
tem esta beleza 
acontecem..
é assim..
poderia escrever sobre a alma,
minha alma tá leve
sozinho, ou sozinho..

que será que mente esta assim...
sem um amor..
acontecimentos..
querendo..
algo dos sonhos.
que eu lembre,
talvez aventuras
Vi cavalos
imaginei que alguém 
chegaria de cavalo branco 
e pulava
sem ver ninguém à cavalo,
agora escrevo..
porque ela..
a cidade me faz tão bem..
antes de deitar,
se alguém não acredita.. 
em mim
que sou um sonhador`,
isso não me incomodaria.
É..
Nada de absurdo.
Vivo e Vivi..ou mais..
Aventuras..sim
Agora só de Adventure...
meu carro
Se hoje quero 
falar dos sonhos,
porque lembrei  de um..
para contar.
porque me deu vontade,
não vou sonhar...
só contar..escrever.
Existem..aventuras..
que não somem da mente..
são as mais interessantes,
mais bem feitas.
contar, algo que aconteceu 
no mundo dos fatos reais,
nenhuma imaginação..
ou um sonho...
apenas realidade  de um sonho.
mesmo que tivesse só sido um sonho.
mas não foi..
Sonhos e realidade se misturam...
fica tão belo como 
a flor...
Foto 

Texto
Rebel.

Traços e Detalhes

 
Se escondia o jardim,
parecia que o mundo..
era pequeno,
mas nada mais belo existia, 
que aquela flor, 
aquela 
flor 
iluminada 
pela luz..
que 
alcançava 
meu olhar.

Beleza

Não vá... 
Vamos para o jardim de flores..
Não vá..
Lá..
Em teu corpo,
o jardim de flores.
Sinto tocando em mil pétalas de rosa
e um olhar.. sobre você,
ao admirar tua Beleza Infinita.
Photo
Rebel

Faz Tempo

Faz tempo que deixei de ser  
muita coisa
e
ser criança ou adolescente...
faz tempo. 
Mas é impossível não se sentir
assim, 
voltar a  ser criança 
e adolescente,
diante dos fragmentos 
do passado..
que compõem..
a memória fotográfica,
relembrando
as possibilidades,
invencionices 
e  a vida
nos anos 60 e 70.
O fio condutor... 
é a história....
em que muitas verdades mudaram
com o tempo,
meus valores 
não.
Quer dizer, esse é o desenrolar
"normal" da vida...
que me
acompanha 
e de cada um desde
a infância
à vida adulta.
As mil 
outras possibilidades
ficam por conta 
da curiosidade
de que lê.
o que  tu ESCREVES.
A vida  é comovente.
Tempos atrás,  
via a praça..
era um corpo vivo.
Ao ser remodelada, 
perdeu a alma..
faz com que saltemos 
livremente
para enxergar o mundo...
nos anos
60..a vida era outra.
a cidade era outra...
havia neve..
terna 
lembrança onde,
vivia nos anos 60.
Abaixo e acima
Iomerê em fotos de 1965.
Words
Rebel.

A história não é sempre genuína.

Cópia não é original...
A história não é sempre genuína... 
Ouvimos por ai..
A história não conta toda 
a verdade...
nenhuma história. 
Falta na história 
o que está 
nas entrelinhas, 
na subjetividade, 
que não foi dito, 
ou escrito.
Sim cada um fala o que quer. 
Isso é tão ou mais importante...
saber...
quando lemos algo...
Outras vezes, 
a história diz inverdades, 
de acordo com os desejos, 
e as ideologias,
dos que escrevem 
ou interpretam os fatos...
Bem, eu sei, quem sou...
Procuro ser verdeiro.
Não existe observador 
totalmente neutro. 
Em volta de uma verdade, 
há sempre uma mentira.
Muitas coisas ditas 

e repetidas... 
sobre os fatos ou pessoas..
não são verdadeiras.
A maldade é terrível, 
mas o mundo continua hoje..
um território de maldades...
meias verdades,
mas,
como uma vez era, 
o mundo, 
continua a ser
maravilhoso...
E que comporta, 
hoje, 
também um grande 
um grande 
e estranho  mundo de mentiras, 
do consumo...
onde tudo é   negócio...
Nem tudo é verdade,
há a sedução em mostrar,
o que interessa, 
que faz bem mostrar,   
São meias 
ou  nem todas as verdades...
do nosso nundo. 
"O perigo de uma meia verdade, 
é você dizer exatamente a metade dela,
que é um mentira"
dizia Millôr Fernandes.
Não há dúvidas de que, 

antes de muitos seres,
que vivem por ai, 
e eu sou do antes..
em que muitos seres,
já habitam este mundo,
da maldade ou não...
ou da verdade ou não.
Muitos por ai,
acham que a vida começou 
com eles...
Então eu sou de antes,  
Mas  de antes, anos 60 ou 70,
tudo era mais verdadeiro,
havia uma vida mais pacata..
que levava as pessoas a terem 
mais chances de ficar 
um longo tempo..
conversando sem pressa,
mateando juntos,

juntos criavam 
mais vínculos afetivos.
Tudo verdadeiro, 
não de aparências 
Isso  era,
e é essencial,
para uma vida,
melhor e mais sensata a vida assim, 
é para cada um
desenvolver habilidades 
familiares 
e prosseguir em seu talento...
suas virtudes etc. 
Como hoje, 
e como.....era,
existiam e existem,
comportamentos 
bem diferentes...
Eu fico abismado 
com o tanto de gente que pega 
seu smartphone...
quando  estão numa conversa pessoal..
e na maior...
e nos interrompem, 
com tão breves diálogos...
ou banalidades...
digitados no olho 
e na maior cara de pau...
Não é minha praia... 
respeito quem gosta..
A concentração numa conversa 
é essencial...
hoje...é raro..
com frequência, 
mas desaparece,
depois, que os olhos,
se voltam para o aparelhinho 
na mão,
do cara de anjo. 
Bem...
volto a escrever de um lugar...
que costuma ser inspirador.
onde os medíocres não tem vez...
não tem espaço, 
porque aqui ou lá 
tem suas limitações...
sem torres não há celulares,
em fazer parte deste 
mundo da alienação.
Tudo é um puro ar que respiramos..
e  se ver o céu azul..
águas límpidas e cristalinas. 
cantos do pássaros...o berro do gado.
Ninguém engana sempre..
Medíocre que tinha jeito 
e cara de medíocre...
um dia se mostra... 
Não pode fazer pose o tempo todo...
A verdade sempre aparece...
A eles a lembrança...
A lembrança... 
é que é diferente da memória.
Informação 
é diferente de conhecimento..
ou a saber.... 
Não lembramos tudo 
que está na memória, 
nem todas as lembranças são exatas. 
Não adianta consultar 
o Google para confirmar. 
O Google apenas é cópia, 
nada é original... 
não sei de quem. 
A cópia nunca 
é igual ao original.
Farto de todos aqueles 
que com palavras 
fazem web...
um território de quase sempre 
feito por inábeis..
com palavras 
sem sentido ou fúteis, 
ou quero dizer que prefiro coisas frugais....
mas vivemos,
onde tem de tudo,
só não há em boa parte dela, 
uma bela e inspirada linguagem...
Dirigia-me para casa,

no campo...de Palmas,
no mesmo outono do sul...
e que está ainda,
em tudo coberto de verde...
A minha inspiração,

nem sempre, conhece palavras...
conhece imagens...
As páginas em branco sempre aparecem...

depois,
com uma boa imagem...
ai... 
dispersam-se palavras 
em todas as direções.
Pronto meu texto está pronto.
Eu me dei conta desta foto, 

com vestígios....
de uma imagem da adolescência...
Linguagem poética, 
mas nenhuma palavra.
Com tudo sufocado no  tempo... 

como uma manta invisível....
as vezes ficamos sem lembranças...
Os meus olhos seguem...
com uma curiosidade infinita.
Então, ela mesma aparece,  

na lembrança do verde...
a arena....

entre os arbustos e a relva...
Serei eu livre..
No anoitecer e no amanhecer.
Logo adianto..
meu passo está diante, de
uma moldura dourada
onde vejo o sol no centro...

tudo fica como um retrato enorme, 
da porteira...
Se a história diz inverdades, 
de acordo com os desejos 
e as ideologias,
os que fazem fotos...
não só interpretam..
dizem uma verdade.
Fotos..
feitas assim,
existem na mente 
do observador  atento, 
este
totalmente fiel  a beleza 
e a verdade. 
Em volta de uma verdade, 
uma beleza.
que levo para casa...
no Memory Stick....
mas também na minha..
A luz vai sumindo, 
pouco a pouco... 
Fim de tarde..
Eu continuei a viagem
Para além da porteira..
no fim da tarde...
Casas, caminhos, nuvens,
montanhas.
A noite a
bre as suas portas...

caminho por ela...
sigo o caminho até minha casa..
pensando em colocar a cópia..
da porta da fazenda..
aqui está...
a verdadeira..
como tudo que gosto,
sim,  
gosto de coisas verdadeiras .
Num mundo de aparências, 
acho que disse tudo, que é verdade.


The universe

IN THE EVENING
Espaço cósmico ou o universo?
Pergunta banal.
Entender a natureza..
o universo é entender 
quem somos
e como 
nos encaixamos
no mundo.
Para ver isso, olhar 
o horizonte..
o Céu 
e pensar no Cosmos.
Nós na Terra,
a terra é inerte, 
era o centro da criação
e tudo girava à sua volta:
Lua, planetas, estrelas,
cada qual levado 
por uma esfera cristalina.
O Cosmos era esférico 
e finito como uma cebola.
Após a última esfera celeste, 
a esfera das estrelas, 
encontrava-se outra:
a Primum Mobile.
Sua função era dar movimento
a todas esferas internas.
Além dela estava o Empíreo,
a parte do céu sob domínio
de Deus e suas criaturas divinas.
Uma hierarquia vertical definia
a vida das pessoas:
os virtuosos poderiam finalmente 
ascender ao céu.
A geometria cósmica e o destino 
dos mais pios eram indissolúveis.
isso era quando Copérnico existia..
Depois..
Galileu, 
Kepler,
Descartes
e Newton
estabeleceram o Cosmos heliocêntrico.
Newton, em particular, afirmou que
apenas num Universo infinito
o colapso gravitacional poderia ser evitado.
Num Universo infinito, a verticalidade
que havia definido a busca espiritual
das pessoas se perdia.
o conceito de Cosmos newtoniano ficou assim até....
Quando chegamos a Einstein..
as coisas ficaram mais sutis.
O espaço e o tempo formam uma entidade única,
o espaço-tempo.
Essa matriz quadridimensional é dinâmica,
respondendo à distribuição de matéria e energia.
Com Einstein, 
o espaço e o tempo ganharam plasticidade.
Estudar o Universo não significava 
apenas estudar o que existia no Universo, 
mas o Universo em si.
A separação entre o
Universo e as coisas que ele contêm
não era mais possível.
Como, então, definir o Universo....
seria "o conjunto das coisas que existem no volume de espaço que podemos medir".
Que coisas..
Galáxias, estrelas, planetas, aglomerados
de galáxias, buracos negros, enfim, os objetos que detectamos com nossos instrumentos,
determinando suas propriedades físicas, como massa,
composição química e rotação.
Existem também coisas que medimos 
e não sabemos ainda o que são, como a matéria e a energia escura.
E, também, coisas que ainda não sabemos existir.
Mas o Universo
é mais do que o conjunto das coisas que contêm..
O Universo é mais um conceito do que uma coisa.
Foto Rebel