Rebel: Imagens, palavras..minha essência... um amigo da natureza

Rebel

LOOKING IN WINDOW


R.E.B.E.L - Most View- - Week- Top Ten

quinta-feira, 25 de dezembro de 2014

Sempre visíveis em toda parte

O sol,
o verde..
sempre visíveis em toda parte.

Nosso
Mundo  tudo a ver
E um 
Paraíso 
numa natureza radiante
Na palma da mão
a câmera, 
cada shot ..
um instante...
que fica...para sempre.

O MAU SER HUMANO

As intenções que se encondem 
por trás de tudo, 
A os maus, há até a sensação 
contraditória do prazer...
Os maus..suas atitudes 
envolvem pensamentos 
que são tão vigorosos e originais 
que depois de nos atingirem acham  
que nunca mais 
nos livramos completamente deles...
das pessoas. 
Felizmente não são verdades.
Essa a "explicação" definitiva do "universo de maldade"..
que perambula na ambiguidade 
que tem certas pessoas 
e que permite que cada um possa desejar "o seu veneno" sem que isso impeça que seja também inoculado em seu coração o que deseja nos "outros", então maldade por maldade cada um à sua maneira.
Nenhum deles produziu algo em mim. 
Todos, entretanto, viram alguns aspectos 
fundamentais da vida..
de como isso tem uma influência 
sobre a minha maneira 
o meu olhar da condição humana..
Sabe lá se um dia, talvez, integrarão 
uma compreensão da contínua e crescente 
complexidade que a domina...
a mente das pessoas.
É por isso que hoje todos podemos ser um pouco filosóficos,
sem arrependimento, sem vexame e sem contradição.
Tem sido para mim.
Mas o próximo passo é tipo: 
"Opa!".
Não sei nada sobre..
ou pouco, 
mas enquanto estou nos 50, 
estou me saindo bem, 
melhor do que em qualquer outra idade.
Estou muito mais confiante, objetivo, gosto de mim tanto quanto antes ou até mais, meus problemas são mais específicos, as coisas não estão uma confusão completa.
Após um tempo, você sabe do que pode se safar  de certo tipo de gente ou de mal intencionados..
não eh. 
TUDO..
TEM SEU TEMPO..
há os que caem no chão, 
e se misturam a lama, 
quando não são pisoteados, 
esfarrapados antes.



quarta-feira, 24 de dezembro de 2014

Aos 54

Aos 54 anos,
ainda preservas 
a beleza que exibia 
no início dos anos 1980, 
quando a mim surgiu..
Bonita
ah e como você 
era bonita..
é não parece possível que
entre tantos anos...
há uma beleza perdida no tempo.
Pessoas como você deixa sempre
notar 
um
ser tão jovem...eternamente.
Romântica e densa, 
De Repente num Dia,
em que aparecia,
era como um voar
para perturbar os homens.
Era tu a mulher 
que todo homem na villa sonhava..
Estar assim com um olhar no teu jeito,
fazia sonhar...
conheço-te de tantos anos...
pensava no amor..
Dizia comigo...
Venha aos meus braços...
Não Finja,
você é tudo,..que eu quero de uma mulher.
Tudo assim é 
como uma linda história de amor
que um dia não vai acabar...
Embora sabia que mais cedo ou mais tarde...tudo acaba..
É tarde, quero você
e não vá embora, 
só mais cedo....
Nestes.. belos dias.... 
Dias..anos,
há uma certa inversão 
ficar atraída, 
mas inseguro, 
diante da investida como se fosse há 30 anos,
eras mais jovem.
Depois que começa ou passa
meio século na vida...
a insegurança ganha dimensões assustadoras.
Este é mais um exemplo da nossa capacidade  de imaginar
e criar ótimas histórias a partir da vida trivial.
Para conseguir isso, 
basta lembrar de 30 anos atrás.
Mas o tempo não ajuda muito...
Você continua linda
sentimentos serão reais e tudo será mais
verdadeiro..
mas..enquanto...
isso... 
também acredito na sinceridade..
embora há 
muito tipo de gente má.
e mal intencionada..
neste mundo.
apareces...sempre uma boa mulher.
Eu nunca a vi, por tantos anos.
Mas 

faz com que te sinta real,
o que eu idealizei,
com que seja tudo aquilo que sonhei
É uma magia...
Escuto sua voz no meu ouvido,
sussurrando palavras doces, amigas,
palavras de conforto, de alegria,
palavras que me aquecem..
que me fazem sonhar...
Sinto meus braços te envolvendo...
Mesmo você estando longe,
sempre sinto você pertinho de mim.
Não deixe de existir porque
enquanto estiver aqui na minha mente....
Eu nunca estarei só..







A cena viva

Olhava tua  face,
e te encontrava.
Contava os segundos,
sentia e
cheirava o ar,
depois 
pura imaginação.
Te buscava
no beijo esperado,
encantos,
um novo olhar
 Aconchegantes estes lençóis....
e diz prá mim,
lentamente,
no teu sonho..
deixa que te beije...
desvende teus mais doces mistérios...
aquele tempo,
a cena viva,
a emoção
as certezas incontidas.....
que já não incomodam.....

terça-feira, 23 de dezembro de 2014

Perverso

Aprendemos errando
Perverso....o mundo...
a quem não concorda,
mas foi tudo que ouvi...já há algum tempo,
mas que quem não está disposto 
a correr o risco de errar é um covarde e dificilmente descobre o próprio talento.
uma 
decisão que nos amedronte 
de vez  em quando..
todos devem tomar uma.
Assumir riscos 

cometer erros. 
posturas mais arrojadas, 
um comportamento que 
faz diferença nos dias, 
em todo tempo.
Esteja disposto a fazer algo assim..
e não é só isso. 
Prática constante, guardar suas grandes metas..obstinação,
em segredo 
e criar e enfrentar desafios.

Cada ser humano

Somos capazes de cooperar, 
de cada ser humano 
solidarizar-se 
uns com os outros, 
mas não hesitamos muito em tirar vantagem 
quando as condições se oferecem..

segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

O que vai nos destruir

A preservação
e a sustentabilidade
da natureza
é que nos mantém...
garante a nossa sobrevivência
o contrario nos destruirá...
O materialismo.
o consumismo,
em excesso,
a degradação da natureza,
algum instante no futuro,
é o que vai nos destruir.



Desejamos...desejamos...e o desejo é insustentável em termos de planeta
Terra.
Nosso desejo é o senhor absoluto do
mundo...
nada nos deterá.
A acessibilidade à felicidade material.
A velha ganância dominando o mundo.
O acúmulo de facilidades tornam a vida,
insuportável  no planeta...
ao insustentável
ser.
Words
Rebel
 
 
 
 

Dezembro

Sabe...ontem bebendo,
(suco de maracujá),
pensando como tudo deveria ser...
isso mesmo..eh
“Minhas idéias não são comuns". ..
por isso não sou um homem tosco...
Sempre entre um afazer
e outro leio ..
sempre  acho..que há...
algo que eu não
sei ou soubesse.
nos..
meus dias correm assim...
observo tudo..
sobre o dia a dia
ai pensei em escrever
algo sobre isso..
gostoso colocar palavras
sobre nosso viver..
então,
Eu sei que não eh tudo assim..
se vc resolve colocar uma foto 
face a face...
sinto que algo nos  diz...
não é igual a dizer
está tudo a mil,
Mas escrever indica
que todas idéias refletiram...
estas visões que conquistaram
minha mente, 
até hoje.
A vida é assim, a expressão 
de cada dia,
eh pelos valores revelados,
não pela cara bonita
ou pelo saldo bancário.
Eu se me acho é 
isso,
uma pessoa sensível
que sabe agradar .....
para falar de si.
preciso saber usar 
a sinceridade.... certo...
tudo, menos inverdades...
é uma boa tática.
Afinal,  entramos no verão
e
o tempo
costuma ser legal,
já embora  na estação mais quente 
em todos os sentidos,
chega 
logo mais no Natal, 
Ano Novo
apesar de ter uma
ou outra tempestade,
no tempo e na vida
Gosto muito de dezembro...
o céu é mais suave, 
continua azul
e
dourado no fim de tarde,
mas com aquele tom metálico 
do verão.
Também as montanhas, com o verde
é muito mais bonito nesta época do ano.
Há muita gente na rua
e o preço de sair
por ai
é os congestionamentos 
de carros e pessoas,
seguindo a lei da oferta
e da procura,
começa assim em alguns sinais 
de festas logo ai.
Aquela empolgação, 
gente na rua,
de estarem tudo em aglomerações,
logo a festa,
depois isso fica para trás,
Agora temos que lidar, 
com....
os problemas do ano,
até que venha novo ano
Agora é curtir o calor, 
sei por que gosto
mais do fim de ano, que 
o começo do ano,
tranquilo, 
sem pressa,
sem dor, 
macio como o amor
e os dias com seus prazeres 
que curtimos na hora certa.
A estação é doce, tranquila, 
capaz de ser nossa...
assim,
com todas contradições do nosso tempo.

domingo, 21 de dezembro de 2014

Copas

Quem ouviu,
nunca esquece..
o soar das copas 

o cantar dos passarinhos.
Todas essas coisas me
vieram à lembrança,

numa ida ao interior.

sábado, 20 de dezembro de 2014

A poesia na passagem do tempo

 A mente diante da paisagem,
o reflexo
é poesia,
é a passagem do tempo tão próxima,
no crepúsculo, 
o FIM da tarde. 
 Certas coisas só acontecem
uma vez na vida...
cada entardecer é único, 
o fim do dia...
não é só o fim.
vem a tona momentos,
 apaixonados
que vivemos,
que deixam eternamente vestígios.
Assim
um momento de solidão.
Entrego-me ao passado,
como que
afagando
infinitas carências.
Somos todos assim.
Pensamos no passado.

  

 Adultos
ou
 CRIANÇAS
Viajamos..
 Todos pensamos assim,

de quem conhecemos.
 Já não sei onde estás,
e
 HÁ
suas suaves mãos
 no mais precioso,
carinho,
a mão no meu corpo
a boca em teus lábios
Misturando sabores ardentes
É como pólvora
cada pedaço de ti,

Explosões a cada segundo.
Arrepiou me até á alma,
 
fugiam do programado, 
nos que encantam
e embelezam  a vida...
relembrar  assim..
verdadeiro,
o puro,
o imutável,
 o real. 
 A medicina depois de  tantos anos
e a fotografia me faz  mas que viajar..
Por toda  vida...sempre viajei..
 Viagens que o trajeto,
fazem recordar a vida,
entre delírios, pesadelos, 
estranhos e  familiares momentos,
 rever as expectativas
A vida...se revela assim. 
no fim  da tarde,
revelando as linhas,
da cidade,
das montanhas 
em contraluzes,
ângulos
e enquadramentos inusitados. 
 
Se as representações,
as apresento,
registram momentos silenciosos,
 de quem não foi esmagado
por morar numa cidade...
há sempre a atemporalidade,
o romantismo.
A experiência urbana,
que não esqueço,
a conversa na esquina
operário,
as casas da periferia.
Assim, a cidade que ficou.
Mas  a vida no interior,
no campo
 é um espelho profundo
da minha admiração
e contemplação..
da natureza    
Do alto da montanha,
 o sol,
que cada momento
a querer conquistar,
o meu olhar,
tarde espetacular,
palco de uma sequência que
ali sempre a figura solar,
 comparece.
A arte da fotografia é assim,
está em deixar todos pensativos
e rever
as motivações, envolto
numa atmosfera  de luz
e sombras.
As cores esmaecidas
e o charme  do entardecer.
A história real é
que  fracasso amoroso
é algo incompreensível,
 "Não se pode reconstruir o passado."
"Claro que não se pode!"
mas na mente as vezes
se faz tudo para reconstruir,
de um ponto de vista completamente
introspectivo dos anos atrás.
Quando uma pessoa tem dificuldade
em entender
a excepcionalidade feminina,
 os conflitos,  as diferenças sociais,
tem a contrapartida a suave tarde.
 É difícil entender por que razão,
fico assim  no entardecer,
algo  tão suspeito.
Seria ingênuo, pensando  bem..
Seria difícil muitas hipóteses no tempo.
Mas, se aos momentos exige
muito mais de um olhar atento
que possa agora recontar  como
algo tão diferente daquele
discreto e perfumado momento,
que guardava na mente
e que suavemente vem a  memória...
e se vai assim como o sol no fim da tarde...
belo mas momentâneo.

sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

Todas as paixões deveriam ser assim, quentes

Bela..
lembrança,
que ficou..
do 
fim de semana,
no quarto,
no alto..
o pôr do sol mais bonito,
em que já vi na vida.
Foi uma paixão
como costumam
ser...
as verdadeiras..
quentes..
e assim devem
ser as paixões..
como
o pôr do sol..
quente,
intenso
e breve.
Houve logo a faísca...
o fogo pegou..
Estar bem longe...
livre..
e solto
Só um tempo para 
deixar a paixão tomar conta
sem juras de amor eterno..
um louco amor
durante o fim de semana.
A paixão num dia assim,
só faz aumentar, claro.
Apenas o jardim
e
lá de cima,
as luzes da cidade,
se acenderem
por volta das seis,
a lua as nove
emocionou.
Mais romântico,
impossível.
Era outono
era lindo, tudo
a janela
dando
para a cidade
o  jantar, 
champanhe e cerejas
o brinde à vida
e a paixão.
Paixão perfeita
até o último segundo
nem
um só momento ruim,
a palavra futuro esquecida,
intensa e efêmera, 
lembranças
do fim de semana
e que todas as paixões
deveriam ser assim
quentes..
como sol.

Stones

Como dizia: Ruskin
em Stones of Venice.
Como humanos..
a nossa  abertura para  a imaginação,
anda lado a lado, com a imperfeição,
inacabamento
e o fracasso.
Querer a perfeição do homem é desumanizá-lo...
A imperfeição, 
fracassos
são caminhos
do nosso progresso.
Sinais de vida,
e fontes de  beleza.
Banir a  imperfeição da vida
significa um descaminho.
Os insucessos,
os ressentimentos,
os interesses contrariados,
as invejas,
as fraquezas,
se escondem por trás
dos sucessos,
do triunfos
e traços harmoniosos da vida.
As contradições são marcas da humanidade.
A imperfeição é essencial para tudo o que sabemos da vida.
O ser humano e seu atos é sinal de humanidade.
Querer
sempre
mais
e mais
é humano,  sem milagres.


quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

Num mundo ordinário

Flores..
jardins
parecem se

destinar
ao consolo

num mundo tão ordinário.