Rebel: Imagens, palavras..minha essência... um amigo da natureza

Rebel

LOOKING IN WINDOW


R.E.B.E.L - Most View- - Week- Top Ten

segunda-feira, 31 de março de 2014

Abril

O mês está terminando hoje,
fim do trimestre...
Há um impulso poderoso  de mudanças
com estes 50 anos da revolução de 1964.
Cuidado  com as atitudes ríspidas,
bruscas...ou situações potencialmente perigosas.
Clima  tenso  de março...no país, 
com oscilações do governo
que irão colocar à prova certas filosofias Petistas.
Situações que já estavam cansativas
ou difíceis tendem a se tornar insustentáveis, progressivamente.
Nosso partido PSDB...dever[á tirar proveito de tudo isso.
Sejamos flexíveis mas  de nada adiante continuar paciente..
A minha vibração do mês de março foi atravessada
por conduta com filhos.
Ter sutileza e segurança, neutralizará situações difíceis.
Sempre ter um carinho com os outros e comigo mesmo.
Ataques e cobranças merecem atenção e flexibilidade...a vezes preciso se duro. 
Ah é sempre um sinal de mais ânimo e entusiasmo para mim..
Mudar resolve.. mas sempre com energia e animação.
Março foi um mês de paciência..
Escutar mais...ouvir faz bem... 
sei porém que esperar a disposição alheia,
não dá,
há decisões que precisarão ser tomadas independente dos outros.
Nada de  voltar atrás
a vida é seguir adiante,
é o que importa
independente se isso
provoca ira alheia...ou inveja e corvos tem em todo lugar.... 
Simplificar cada coisa e postergar
Se que stress e o clima trepidante..
mexe com a saúde e a gente é que sente e no corpo.. o clima tenso se
traduz em alterações,
o nosso organismo percebe.
Nada de imprevistos e tensões inesperadas
no âmbito familiar espero,
O primeiro trimestre de 2014!
algumas disputas no seu entorno foram desgastantes.
mas hoje  eu sei mesmo que o que roda a minha vida vai me mostrar que não é bem assim nada mau.... 

THE BLUE AND THE ROSE

Acredito na força
dos sentimentos...
que fazem viver..
sorrindo, alegre
 amando,
 Gosto de ver a
 vida assim
e sempre analisei a vida
como algo busca da verdade,
sob lente refratária da filosofia,
psicologia.
Vivendo as emoções,
do pranto e do riso,
dor e alegria,
  a claridade
sem
 fantasia ...
a rosa..
a flor preferida
o azul minha cor

domingo, 30 de março de 2014

O tempo transforma

O tempo transforma 

velhas formas de viver,

Muda

Vigor...

Volúpias

O ímpeto..

Disposição....

Sobre sexo..


Um gole de erva doce...faz bem...

Sexo é tudo..

Sexo não é nada..

Mas tudo é Sexo.






"All you need is love" do Oasis
Tudo que você precisa é amor
Amor, amor, amor
Não há nada que você pode fazer que não possa ser feito
Nada que você pode cantar que não possa ser cantado
Nada que você pode dizer, mas você pode aprender como jogar o jogo
É fácil
Não há nada que você pode fazer que não possa ser feito
Ninguém que você pode salvar que não possa ser salvo
Nada que você pode fazer, mas você pode aprender como ser você a tempo[
É fácil
Tudo que você precisa é amor
Não há nada que você pode saber que não seja declarado
Nada que você pode ver que não seja mostrado
Lugar algum que você pode estar que que não seja onde você destina-se a ficar
É fácil
Tudo que você precisa é amor
Ela ama você
Sim, sim, sim
Ela ama você
Sim, sim, sim
Ela ama você
Sim, sim, sim

Exaustão

Exaustão de ensaios e manipulação de fotos etc.
Fotógrafos perderam a cabeça. 
Do lado de fora desta estou eu vendo..tudo que se passa..
Uma fotomontagem aqui e outra ali..
No lugar de rostos, e fotos verdadeiras.. 
exibem  manipulações etc..
É uma mensagem nada sutil de que a fotografia vive uma crise de imagem.
 
 
 
 
Muita arte digital em fotografias, excesso de cenas e paisagens abstratas..efeitos...exagerados um mundo irreal que não pode ser fotografia e sim ficção...tudo 
que "tangenciam" a verdadeira fotografia, 
sem ilustrar obras de alguém com algum talento.
"É difícil pensar a existência de arte fotográfica sem a fotografia verdadeira. O resto é arte digital.
Desde que surgiram as maquinas digitais, houve uma reconfiguração do estilo do jeito de fazer fotos
Mas os monstros sagrados e já mortos da fotografia de moda, ficaram datados.
Nomes mais recentes, que convulsionaram a estética fotografia como Salgado... 
hoje são copiados sem dó.
"Fotógrafos inventivos desse jeito chegaram à exaustão", Tenho visto poucas coisas que possam surpreender mesmo"
Talvez por isso não  há imagens muito que se dizem fotógrafos simplesmente mostras arte digital que se ambienta no comutador e passa bem longe da fotografia. 
E revela que o caminho inverso, de artistas que incorporam o digital puro em seus trabalhos, não é tão fértil quanto o oposto, fotos que parecem mais pinturas..HDR, como suas criações em nada excepcional.
Também não parece mera coincidência o fato que a arte digital tem desalojado o bom fotografo.
Mas também é fato que o mercado da arte adota certas estratégias de indústria ou transforma algo em fashion para transformar artistas  e grifes.
"Essa fronteira entre fotografia e arte digital está cada vez mais porosa", 
"Então é bem colocada uma reflexão sobre a criação de um mundo paralelo a partir da fotografia."
No caso, 
esses mundos paralelos 
podem não se ver rostos 
substituindo faces 
algo sinistro em lugar  de paisagens 
um mundo bem sinistro.
Não tem a mesma pegada 
de antigamente..
são aglomerados de fragmentos fotográficos 
e carecem de autenticidade.

Talvez candidato

É essa uma bela ideia..ser candidato..alguém precisa fazer isso para mudar  este Brasil. 
A inspiração de um ser..
há tantos problemas que cruzam o meu caminho rumo à Iomerê, Joaçaba e Fraiburgo.etc.
"Sempre que passo por uma cruz na estrada fico pensando como a pessoa morreu. 
Foi a imprudência que tirou aquela vida e tantas outras..
ou é nosso governos que cuidam mal das estradas...
Não deveríamos ter pista simples em estradas importantes.
As cruzes plantadas que vejo, para mim pedem o fim da impunidade...o fim dos políticos corruptos.. o fim deste governo..do estado e federal...hora de renovar o Brasil...votar no inovador é preciso.
 O que mais me incomoda é isso nas estradas esburracadas e o secretário estadual-sc... vem agora querendo disputar eleição..com que argumento..cara pálida. 
Outro é  a segurança se vê os caras matarem para roubar um celular e saber que nada acontece com ele. 
Tá todo mundo com medo...de andar na cidade e nas estradas.
O empresário... como eu que não pretende se candidatar a cargo eletivo ou apoiar alguém que não é politico...é omisso..precisamos renovar.
"Os políticos estão mais perto da vontade dos partidos do que dos desejos da sociedade". 
Antes, eles os *bandidos politicos... tinham medo do povo e hoje nem isso. 
Não estão nem aí, desde que se reelejam."
Continua filiado ao PSDB 
"É um partido cafona." 
Mas que perdeu o fio da meada...mas não tem outro jeito..que sabe..seja antidoto ao PSDB... 
sem criatividade e sem conexão com a sociedade contemporânea.
Nosso presidenciável Aécio  não tem discurso. 
Não sei por que veio nem pra onde vai...mas espero que mude..temos bons quadros jovens"
E  os petistas.
"O PT traiu a sociedade"...já fui do PT, pedi a desfiliação na época do mensalão...consegui só em 2010. 
Pelo mensalão e por todo o resto. Lula perdeu a oportunidade histórica de ser um estadista. 
Tinha poder político para fazer a grande transformação, coisa que a Dilma não tem."
Decidir ou não me se candidatar, quando chegar a hora vou ou não..
Fazer alguma coisas e não roubar...se falr isso aos politicos vao ouvir um nobre...silêncio.
se ouve por aqui e por ali isso dos políticos...
Então, virarei isso aí."..politico..sem roubar.
A primeira eleição, só uma suplência...é bom..
Todo mundo acha que ir a uma eleição.. ficou louco'".
Loucura só dos outros..que jamais me passou pela cabeça nem que fiquei doidão. 
"Ninguém acredita, mas nunca fumei um baseado. 
Nunca cheirei [cocaína]. 
Passei a beber vinho há anos. 
Cerveja e uísque  as  vezes coloco na boca." 
"Caretaço" e gostaria de ser respeitado pelos amigos rockeiros e metaleiros, 
me reconheço um chato, tantas vezes, 
ser o único a não estar chapado....num show..nos tempos de Porto Alegre.
Eu confesso --aos 58 anos, descasado pai de três filhos  sem estar mais propenso hoje a virar maconheiro. 
"Sintia mais vontade de fumar maconha na faculdade que então agora não mais no passado.
Considero-me tb estranho no ninho também na Medicina. Quando se entra num mundo da fotografia e de escrever...o sucesso, é um risco é achar que agora vai cair na graça.. antes tem que descobrir qual é o seu tamanho e talento.
E como explicas a crise do Brasil..
Nosso mercado está cheio de gente boa..
falidos é o governo..políticos isso sem citar nomes. 
E como eu me defino..
Se falar que sou pobre, eu tô mentido. 
E que sou rico, também minto.
Já foi pobre. 
A minha família também pranteou.
Perdi duas irmãs.
Não tenho amigo de infância. 
Morreram  ou estão perdidos por este Brasil.... todos.
Sou um expoente de uma família humilde de 12 filhos, entre eles eu que sou médico.
Temos o Brasil dentro de casa...no meu prédio,na minha rua..
resumo..moro sozinho..mas não sou isolado.
Comecei a trabalhar aos nove anos..
Fiz tb além da faculdade de medicina fiz a dificuldade econômica.
Talvez aí esteja a chave da sobrevivência....
Cada passo..que dou.. que não tem nada de tolice ou de louco, quando há poder e dinheiro em jogo, tudo é bem pensado. 
Por isso, não entro no oba-oba de que "a visibilidade" por ostentação... dá algo eu sei  que vai muita grana para ostentar e que nada se transforma em grana".
Eu embarquei na onda de manifestações de junho do ano passado...acho que foi um belo começo. 
"A indignação que fez as pessoas irem às ruas me emocionou, 
mas fiquei triste de ver que não deu em nada. 
Só que me incomodava ver as pessoas postando foto suas..e não do movimento das ruas. se for lá por isso....
só para mostrar que estavam lá. E daí?"
Prefiro achar outros canais para expressar sua indignação e desenterrar a esperança: ser candidato.. e espalhar entre amigos e parceiros essa ideia..
 "Não sei no que vai dar. 
O politico não tem dono..além do povo. 
"Só tenho a certeza de que é preciso tomar uma atitude."
há muita coisa errada...eu acho que tenho 10 anos de universidade, pos graduação e mestrado e 33 anos de medicina...sem nenhum processo...condenatório..sou ficha limpa, ...sem vocação para ser político tradicional..que rouba e é corrupto.

sábado, 29 de março de 2014

A memória ou o esquecimento

A memória pode ser esculpida 
segundo 
as conveniências do presente.
A vida é  efêmera
etapas vão..
vem
melhor trocar tudo por uma certa dose de esquecimento e paz....
a minha vida deu lugar a novos caminhos, 
a um ser  que amava as mulheres..
como ainda ama..
e adorava 
ver girar a luz em torno do teto, 
como ainda adoro.
Rupturas, há
mas a vida é feita também continuidades
pouco antes do primeiro beijo..
prometi viver este amor no longo prazo..
mas não mais conseguimos continuar,
nem mesmo sabemos como 
e onde tudo começou acabar..
nem sabemos ao certo o que aconteu eu
Você prefere a memória 
ou o esquecimento...
Jovens adoram insultar  
as justas 
e as tanto quanto as injustas. 
Há aquela canção do Vandré. 
Criança ainda, ouvia..
Continuo adorando as flores..
É O FIM DETARDE.
não vou deixar de falar 
e  de mostrar.

Pelotas


"Laranjal a tarde. Que paz... Lindo."
Pelotas.RS


A depender do ângulo, a fotografia sai bela ou mal ou sai em branco ou preto.

Então é assim 
que eu olho o mundo.....
de diferentes formas 
sempre aspirando 
o melhor angulo...
e assim ter a vista, 
na mente a melhor imagem.
Nada parece tão verdadeiro

como "Imitação da Vida".
Embora 
seja um trocadilho.....
embora não só apareça fotos de natureza hoje 
no meu post, fotos de um fotógrafo qualquer, embora nunca renuncie com desenvoltura à arte em troca de algo diferente de uma boa foto. 
O ser humano tem isso que é verdadeiro. 
Na medida do possível...
deve existir esta busca ostensiva em tudo oque se faz na vida.
mas com formato correto e boas fotos e cores...isso vale a pena.
Há pouco peguei meu carro e fui procurar outro lugar...para fotografar, de repente passei por uma estrada no meio do mato. Parei, subi no barranco e vi, por cima esta árvore, perto um grande jardim, que era a coisa linda...tá ai a foto.
Meu estilo nos dias de feriado é de desligamento total... 
Ou pode ter sido alguma coisa da minha geração. 
Eu assisti ontem ao festival de Woodstock 
e achei aquele movimento fantástico.
Eu era um rapaz assim desde aquela na época.
Mas nunca tive vergonha da minha ideologia.
Embora sempre tive que provar alguma coisa, provavelmente para meu pai.. e minha mãe e família..
Mas isso passou com o tempo...continuei um cara desligado, sempre fui ousado, hoje admirado pelas pessoas 
e me transformei 
numa pessoa treinada.
EFICIENTE......
sempre 
fui extremamente eficiente.
Tudo para mim tinha 
que ter um sentido...
escrever isso tem este 
sentido retratar 
o que sinto...
este é 
meu angulo 
de ver eu..
e minha vida.

Alegre ou triste

Melhor ser alegre que ser triste..
"Tomara que o seu desejo 
vença a razão, 
a preguiça, 
a sanidade, 
o medo, 
a responsabilidade, 
o dever, 
o cansaço, 
a vontade de desistir, 
as dores, 
a piedade, 
a falta de tempo, 
a prudência 
ou qualquer outro impedimento real ou imaginário.
"A frase acima está no texto dedicado a Vinícius de Moraes.
Foi um poeta de primeira linha, compositor, cantor, boêmio 
e sobretudo amante, 
das mulheres 
e da vida, 
já estar bem instalado no grande e confortável boteco que há lá no céu.
Seu estilo, sua irreverência, 
sua gentileza, sua poesia, 
sua pureza, sua criatividade 
sempre puderam 
ser encontrados aqui e ali,
A poesia que trafega generosamente preguiçosa naquela fantástica 
faixa de areia que vai da lagoa Rodrigo de Freitas até a avenida Vieira Souto.
Passando, diga-se sempre, pela rua Nascimento Silva, 
onde nasceu a Bossa Nova 
ai saiu a Garota de Ipanema 
passar, num doce balanço 
a caminho do mar, 
antes de perpetuá-la na 
canção mais famosa do mundo.
Que me perdoem os politicamente 
corretos que apontam 
e devem mesmo apontar 
os malefícios do álcool, 
mas botequim, neste caso, 
é fundamental. 
Sem ele não existiria, 
e nosso patrimônio musical seria incomensuravelmente mais pobre.
Vinícius.....
Mas se esses vícios fossem vícios imorais..
ele chamava Vinícius de Moraes"
Formalismos, 
vícios, 
virtudes, 
imoralidade... 
bem, 
basta conhecer minimamente 
a obra de Vinícius de Moraes 
(1913-1980) 
para saber que isso tudo é muito, muito relativo...


quinta-feira, 27 de março de 2014

Separação


Num dia, qualquer, um homem e uma mulher se encontraram. 
E se amaram. 
Ela achou que ele fosse o cara..
ele pensou que ela fosse a mulher de sua vida. 
Por um período longo,
ficaram juntos  e bem juntos, 
fizeram juras, casamento na igreja..
sonharam 
e pensaram em projetos 
para realizar 
no presente e no futuro. 
Tiveram uma filha..
um filho, 
outra filha...... 
três filhos.
Importa que eles se casaram..na igreja e juraram perante Deus...mas tudo se foi....
o casamento durou anos, 
e a vida apresentou coisas boas..
muito.. 
então por que ou quais os motivos 
o que a vida lhes apresentou que fez 
com que mudassem de ideia... rompessem.. o elo...










O fato é que num dia após o outro, 
ou noites após a outra, 
o casamento foi e  acabou 
ou não mais conseguiu continuar,
nem mesmo..
sabemos ao certo o que aconteceu.
Não mais se conseguia identificar 
aquele homem como seu. 
Aliás, perguntava a si mesma 
como pudera pensar nisso algum dia, 
como conseguira permanecer tanto 
tempo de olhos tão fechados....
E imaginava o que teria acontecido 
para que aquele, que ele pensara ser 
o cara  de sua vida, teria mudado tanto.
O rompimento do laço..a quebra...
do que havia entre eles e com o final de tantos sonhos e projetos em comum. 
Sofreram muito ou nem tanto..
Um deles até podia disfarçar melhor sua dor...
o outro só conseguia deixar seu desgosto se exibir sem pudor. 
A amargura, porém, era dele...
Os filhos foram arrancados sem pudor..
Seguiram seus caminhos na vida e, 
sem que se dessem conta, passaram a viver criando problemas..um a outros e os filhos ao pai. 
Problemas de bens..
bobagens tolas, encrencas em tudo..
disputas mil. 
Em tudo.
Restaram muita mágoa 
e ressentimento aos dois. 
Um até podia disfarçar melhor enquanto o outro não conseguia se controlar, 
mas o certo é que os dois reagiam um contra o outro, mesmo e principalmente à distância. 
Virou uma batalha.
Um dia era filho..outro era a filha..
Tudo era motivo para discussões, reclamações, cara fechada.
Todos os problemas caiam sobre os três filhos deles. 
Que um dia eles tiveram como projeto para o presente e para o futuro. E que não faziam parte dos bens divididos. 
Os filhos continuariam a ser dos dois. 
Para sempre.
Minha mãe é boa ou má..talvez essa pergunta nuca existiu..
Provável que existiu..essa pergunta..
Meu pai gosta ou não gosta de mim..e outras dúvidas menos conhecidas que ronda a na cabeça dos filhos..
quando ouviam algumas vezes, principalmente quando ouviam as reclamações que a mãe tinha do pai...
O filho não sabiam ou se faziam que não sabiam... que não era de seu pai que a mãe reclamava, e sim daquele que, outrora, fora seu cara..
Difícil entender isso. 
O filhos também não percebiam que não era a mãe que reclamava do pai atual..
sim ela reclamava daquela que, outrora, foi o seu cara..o homem da sua vida. 
Complexo para  a vida distinguir isso..não
Num dia, ou numa noite qualquer, talvez essa mulher possa se dar conta de que está afetando, e muito, a vida dos filhos agindo assim. 
Afinal, os filhos são..não são dela.. 
ah, ela faz como  se são só dela..
diz a eles ser sua unica coisa importante na vida, 
de quem quis e de quem pode tê-los, não é...
Ele foi só um coadjuvante..
um ser qualquer..

E talvez um dia, quem sabe, 
os filhos consigam superar 
e perdoar sua mãe por isso..
porque irão entender que eles nem sabiam o que faziam, apesar de já serem adultos 
na época em que sua  mãe via ainda os filhos apenas crianças....

Words


Há palavras que nos beijam
Como se tivessem boca.
Palavras de amor, de esperança,
De imenso amor, de esperança louca.
Palavras nuas que beijas
Quando a noite perde o rosto;
Palavras que se recusam
Aos muros do teu desgosto.
De repente coloridas
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
ou de repente sem cor..
Entre palavras sem cor,
Esperadas
ou inesperadas
Como a poesia ou o amor.
O nome de quem se ama.
Letra a letra revelado.
No mármore distraído.
No papel abandonado.
Palavras que nos transportam.
Aonde a noite é mais forte,
Ao silêncio dos amantes.
Abraçados contra a morte.
Pelos espaços vazios.
entre linhas.
pode ser ler
o não escrito.
decifrar.
o não dito.
enxergar.
o não desenhado...
E, muitas vezes,
é possível descobrir.
muito além.
do que o poema,
.......................diz...
Photo
Rebel