Rebel: Imagens, palavras..minha essência... um amigo da natureza

Rebel

LOOKING IN WINDOW


R.E.B.E.L - Most View- - Week- Top Ten

quinta-feira, 31 de maio de 2012

É UMA SEDUÇÃO

Fazer..photos..escrever...
é o vermelho,
é o azul..
como uma sedução, 
NOS SEDUZ..
E COM ELA
SEDUZIMOS MENTES..
ELA É BOA SE SEDUZ OLHARES..
O FOTOGRAFO é um sedutor
que conquista...
 que convence...
deslumbra a si mesmo...
dos Seus desejos...
do TER O Belo..
Eu era um menino curioso,
 na escola,
lia contos,
pequenos romances,
narrativas
e fiquei interessado nas 
COISAS  que cercavam tudo.
Mais tarde, me perguntei se
eu poderia contar algo como 
histórias imaginárias,
e reais, 
em companhia de algo real..
uma flor.
uma paisagem..
Não queria ser um escritor
queria apenas
a contar histórias...
em textos e fotos... 
Precisava usar a imaginação
junto como hobby de passar tempo...
com as pessoas...e a natureza...
Pessoas nem sempre
contam a verdade.
São cuidadosas, é preciso conquistar
a confiança delas.
E  com a natureza não é preciso 
fazer isso..
Esta sempre disposta...
passeia se por ela, 
e se fica íntimo.
Eu nunca pensei em ser um 
sedutor de um momento só,
Assim que uso fotografia..
o escrever.. esta sedução repete-se..
compulsivamente
mais sim
para atingir..
primeiro a mim...
numa relação...
intimista,
depois olhares 
de outrem ou
alheios..
PHOTOS pode ser uma
forma de arte...
como escrever
Tem que ter perseverança, ego,
obstinação
 e até arrogância.
..mas escrever é algo importante..
Uma idéia..que começa na curiosidade.
Você decide sobre algo.
Por quê...
Porque te deixa ou deixou curioso.
até o momento que vá acabar...
 Mas tem que ser assim..
Textos e photos sempre vão sobreviver
porque são bons..ou tem bom gosto...
photos
words
Rebel

terça-feira, 29 de maio de 2012

ON ROAD

Longos caminhos
ATÉ CHEGAR..
Desvendo meu ser..
Cada toque..
CADA ACELERADA
 é a conquista..
Chegando 
EM CASA..
VELOCIDADE
 limite
Aconchego...
Com saudades de Ti..
Sentimos  TUDO no tempo
Sentirmos 
a solidão
Onde
Descendo
SUBINDO
ao mais baixo..
AO MAIS ALTO
SAUDADES DE TI
Para uma viagem
ACABAR
Em pensar ter comigo
 uma pessoa
QUE ME ESPERA..
QUE PENSA EM MIM
Quando SE ESTÁ NA ESTRADA
Relembro tua imagem
Olhando as CURVAS
Sentimentos nobres
e rebeldes.
Mas sempre de amor
PHOTO
WORDS
REB EL.

O verde

Mas..
cada momento vivido
É descrito ao pormenor..detalhes..
Ninguém
Viverá momentos
assim
Cada um de nós..
tem os seus..
Toque sublime
da natureza,
Onde reina a simplicidade
Por um simples toque
captamos nas
photografias.
a beleza da vida....
Afinal o que é que somos
ao destruir nossa natureza...
hoje.
Existem pedaços..
Feitos  não da 
minha imaginação
Vivo
Num mundo que
não escondo,
meu
fascinio
 Quando se acredita em algo..
batemos nesta tecla..
o verde..

Verdades

Feita a photo está na memória da camera..
e depois aqui..
existe como esta aqui
é uma verdade..
Nossa memória funciona como
um registro fotográfico do
que presenciamos,
mas essa sensação
é uma peça que
a mente nos prega.
Na verdade,
o que o cérebro guarda
são registros hipertaquigráficos
que são reconstruídos,
e modificados,
cada vez que nos lembramos deles.
O passado é bem mais incerto
do que suspeitamos.
As distorções doque vem ao consciente
são introduzidas
por sensações, gostos, crenças.
O lado esquerdo de nosso cérebro
existem estruturas
que unificam nossas experiências
e lembranças e tentam juntá-las
como algo coerente.
Oras
deixamos de ver as evidências
que não nos interessam
e valorizamos o que apoia
nossas teses.
Quando a história não fecha,
pior..
criamos desculpas esfarrapadas.
É nos diferentes pesos que cada lado
confere a uma mesma ação que
se funda boa parte das desavenças
e conflitos que afetam a humanidade.
"o cérebro é como um bom advogado:
dado um conjunto de interesses a defender,
ele se põe a convencer o mundo
de sua correção lógica e moral,
independentemente
de ter qualquer uma delas.
Como um advogado,
o cérebro humano quer vitória,
não verdade".
Qualquer que seja a verdade,
deveria se sobrepor a tudo isso,
sem ideias pré-concebidas
e sem idéias emprestadas..
teriamos verdades verdadeiras

segunda-feira, 28 de maio de 2012

Eu Queria ESTAR na Sua Vida

Eu Queria ESTAR na Sua Vida
Queria falar de amor
talvez logo adiante,
O amor há em
quem silencia,
o amor vem a mente
a todo instante..
se esconde..nos sorrisos..
nos olhares
numa alegria..
mas guardo
esse segredo,
de que nã é sonhar
o amor teu é meu desejo..
O amor se cria, assim..
Porto-me calado
sentindo o seu amor..
no silêncio
os teus gestos de amor
dá a força de amar.
apenas como um tempo
de solitário amor..
como se assim não amasse..
talvez logo adiante tudo aflore..
photo,
texto
rebel

Raros.

Raros são os que se revoltam
contra situações
assim, como de rotina
se vê, no Brasil.
Violência, corrupção,
exploração no trabalho,
desigualdade social,
empreguismo público etc..
 porque simplesmente
temos medo
e somos seletivos
em nossas prioridades morais 
e ainda quando existem. 
 Em situações assim,
pensamos primeiro no café da manhã,
no almoço e na janta.
No emprego, no cotidiano,
nas vantagens que podemos ter,
dadas as condições em que vivemos.
Danem-se as vítimas.
Uma das maiores mentiras
da humanidade é a tal  da solidariedade.
Não quero dizer que
"tudo bem ser covarde",
desculpando nossos atos
pela banalização do medo.
Basta um só corajoso
para a covardia revelar
sua face vergonhosa.
O que me espanta é a mentira moral
que se conta negando a epidemia
de covardia em situações como essas.
E gente "chique intelectualmente"
Cadê os resistentes" corajosos
pessoal do cenário intelectual
e artístico da época,
Há hoje um convívio "pacífico"
a situação de corrupção no Brasil.
A conivência
 a troco de permanecer
vivendo suas vidas comuns medíocres.
 "comprometidos com um mundo melhor".
Com relação à covardia..
no pensamento
"é não  somos uma população
educada para protestar..
defender ideias...
este é um dos nosso legados".
portugueses...
Os municípios brasileiros, 
cujos governantes estão sempre
em Brasília,
 pedindo mais verbas ao governo federal, 
são responsáveis 
na administração direta, de mais de 100 mil cargos 
comissionados, de livre nomeação 
e preenchidos sem concurso público. A administração direta é aquela exercida diretamente pelos municípios por meio de secretarias, departamentos e outros órgãos, e não inclui a desempenhada por pessoas jurídicas na forma de autarquias, fundações públicas, empresas públicas, sociedades de economia mista e associações públicas. 
A Região Sul fica bem abaixo da média nacional, com 6,8%. Nesse universo, porém, o Estado com o percentual mais alto é o Rio Grande do Sul, onde 7,8% dos servidores da administração direta dos municípios são constituídos por cargos comissionados (em Santa Catarina, esse percentual é de 6,8%, e no Paraná, de 5,8%). Porta-vozes do movimento municipalista enchem os pulmões para reclamar da falta de recursos. Queixam-se de que cabe às prefeituras a maior parte do fardo em serviços como saúde, educação e transporte. Afirmam que as desonerações fiscais concedidas pelo governo federal acabam por drenar recursos do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), de onde vem a maior parte de seu financiamento. Ora, essas demandas, por justas que sejam, são incompatíveis com a manutenção de um quadro inchado de cargos de confiança. O panorama que emerge da pesquisa do IBGE sugere que prevalecem resquícios do fenômeno apelidado pelo jurista e ministro do Supremo Tribunal Federal Victor Nunes Leal (1914 - 1985), no clássico Coronelismo, Enxada e Voto, de filhotismo: o velho sistema de lealdades pelo qual os chamados coronéis do Interior distribuíam nomeações a apadrinhados em troca de apoio.
O vício do empreguismo, que não ocorre apenas no âmbito municipal, mas em todas as instâncias da administração pública, continua sendo um dos grandes entraves para o desenvolvimento do país. A carga tributária brasileira, que atingiu o recorde de 36,27% do Produto Interno Bruto (PIB) no ano passado, acaba sendo parcialmente utilizada para sustentar uma máquina administrativa baseada em compadrio e privilégios, sem nenhum espírito republicano, ficando o cidadão comum desassistido de serviços e obras. É chegada a hora de cobrar de prefeitos e demais autoridades municipais o enxugamento da máquina pública exigido por tantos munícipes que saíram às ruas, também no Interior.
O Socialismo é um lixo, 
faz com que a população dependa do Estado.
O Estado tem que depender de nós!! 
Nós fazemos o Brasil 
não o contrário.

domingo, 27 de maio de 2012

Dá para acreditar nessas coisas

Dá para acreditar nessas coisas.
a resposta é sim.
Universo.. 
existem e devemos crer nele
Uma vez havia ideia mais
estranha que a de que a
Terra se move em altíssima
velocidade pelo espaço.
Afinal, o que vemos é o Sol
cruzando os céus
e não sentimos movimento algum.
Foi a matemática de Copérnico
que nos levou ao paradigma
heliocêntrico,
hoje inconteste.
A realidade é, no fundo, é isso.
A ciência oferece coisas
que são corretas
e é a elas que
devemos nos ater.
Em termos rigorosos são reais.

sexta-feira, 25 de maio de 2012

Num lugar que nunca te encontrei

 Uma rosa..vermelha,
uma inspiração..
...teu perfume de mulher
numa dessas
noites de outono...
te chamo...assim,
te quero....
num lugar
que nunca
te encontrei....
tão quente que ....
todas essas
palavras
para ti..
soam como
escolhidas pra
seduzir....
é quase uma senha
é o próprio brilho do
pronto
para acasalar....
até....
antes do sol nascer...
...em meus braços
nos toques mágicos
 um final de noite...
o que só o desejo
decifra...
minha rosa
vermelha.

Tudo passa...

ONTEM..COM A CHUVA...
FOLHAS PELO CHÃO..
NA RUA
ONDE OS CARROS PASSAM,
 uma reflexão...
DO FILME QUE ASSISTI HÁ TEMPOS,
SOBRE A INJUSTIÇA..DO MUNDO
QUE PARA VIVERMOS NA NOSSA FÉ
DEVEMOS NOS DITANCIAR DAS FORÇAS
 QUE NOS SEDUZEM..
E NOS ATRAEM PARA O MAL..
 EXERCITANDO AVIRTUDE DO BEM.
O FILME
ME LEVOU A
a pensar e a refletir...
A reflexão sobre o mundo espiritual,
a natureza da tentação,
o confronto entre o bem e o mal,
a ambição, o poder,
o materialismo.
É um retrato do mundo em que vivemos
A globalização, corrupção,
ocultismo, incesto, religião,
ambição, negócios ilícitos, etc.
É A NOSSA
A responsabilidade humana,
DIANTE DE TUDO ISSO
"A vaidade é o meu pecado favorito"
DIZ "AL PACINO" fala
de seu personagem
 Milton..
O filme revela  ALGO,
 controlar estruturas econômicas,
políticas
e jurídicas.
Homens que por causa de sua vaidade pessoal
são atraídos a esquemas ilícitos.
Na sua busca de poder, dinheiro e sexo o homem
vai anestesiando gradativamente
sua consciência e destruindo sua família.
Em duas ocasiões somos surpreendidos
por esta : - "a vaidade é o meu pecado favorito".
De todas as fraquezas humanas
a vaidade é que ele melhor
 conhece e mais explora.
A vaidade é filha do orgulho
que é a raiz de todos os pecados.
Orgulho é essencialmente destronar Deus do coração
e colocar o "eu" no seu lugar.
É o próprio pecado
do orgulho e autonomia de Deus
que Jesus enfrentou no deserto (Mt 4.1-11).
Caímos na tentação do orgulho
cada vez que deliberadamente descartamos
a vontade de Deus para fazer o que nos agrade.
É em si mesmo um pecado,
mas também a fonte de todos os outros pecados.
O orgulho se expressa através de todas as formas
de auto-suficiência
e idéias amplificadas de suas próprias habilidades,
 virtuais e importância, sempre comparadas
com os outros que são considerados inferiores.
O orgulho nos leva ao desejo de ser admirados,
estar no centro das atenções, ser sempre acatados
nos nossos julgamentos, ser respeitados
nas nossas opiniões, e de impor sempre
nossa vontade aos outros, nunca sendo contrariados.
O orgulho tem três filhas:
a presunção,
a ambição
e a vaidade.
A presunção é o desejo de coisas elevadas
demais para si e
A ambição é o desejo incontrolável de honra,
autoridade e bens materiais.
O homem ambicioso não suporta
ter um papel secundário,
ele não tem escrúpulos no que diz respeito
aos direitos dos outros.
A vaidade é o desejo obsessivo de
ter uma boa reputação,
que os outros nos tenham sempre em
elevada consideração
e pensem bem de nós.
O vaidoso quer sempre criar uma boa impressão,
quer aparecer bondoso
e eficiente e detentor de elevados ideais, sempre dando
exemplo de si mesmo com referencial de conduta correta.
O orgulho não consegue ficar na dor do nada.
Tampouco é capaz de admitir suas falhas.
Veste-se da onipotência e da onisciência, e o que realiza não é motivo pelo prazer, mas necessidade de provar seu valor e busca de afirmação.
Na espiritualidade clássica cristã o orgulho da lista
dos (7) sete vícios capitais:
orgulho,
ira,
lascívia,
gula,
avareza,
preguiça
e inveja.
Assim os pecados capitais são vistos como
vícios, isto é, não apenas acidentes
de percurso, mas atitudes enraizadas
no nosso ser e no nosso caráter.
Pecados que nos controlam
e dos quais não podemos nos livrar.




quinta-feira, 24 de maio de 2012

Reencontro

O AMOR VEM,
a vida até então
Triste,
Opaca,
FIM da desejada
"trégua",
reencontrei o amor,
agora terei um lugar
e alguém com que ficar,
terei novamente um
lugar para onde ir...
e com quem ficar...
photo
words
rebel