Rebel: Imagens, palavras..minha essência... um amigo da natureza

Rebel

LOOKING IN WINDOW


R.E.B.E.L - Most View- - Week- Top Ten

quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Preciso andar sozinho

WILDFLOWER
Como...
Preciso andar sozinho..
Para assim..observar..me inspirar.
olhei para o céu!
A aurora aqueceu-me
e apanhe um buquê de flores..
Escolhi com minhas próprias mãos,
ao nascer do sol,
numa garganta de montanha..
flores lindas de quase primavera..

terça-feira, 30 de agosto de 2011

Belezas

Belezas sonhadas ou lembradas 
ou em reserva
sempre há,
uma..
para meu post
no lugar..a foto..

o tema, algo hipnótico
e só vagamente familiar,
que se desdobrou na mente
 por dez minutos...
quando
eu fui ao jardim hoje..
Quando termina a inspiração,  a
 gente espera por um palpite...
uma dica..
muitas vezes, 
Não se ouve
nem um pio.
Nem o meu...
Ninguém..

mas tema,
"Amanhecer", 
é muito mais
e eu menos.. 
Quando o amanhecer
me revelou,
aí, sim, alguns raios do sol em 
mim, pela janela,
 produziram aquilo...
mexeu comigo..
Mas ficou a sensação
de que há muito
não dito 
mas via direto o amanhecer
de tamanha 
simplicidade..
mas cheio de sutilezas
e  harmônico,
 que estou aqui a explicar
...a primeira foto...
É possível que, esse lado de minha criatividade
tenha sido menos..e ai fui as flores..
onde tenho me destacado..
E, no entanto, algo que digo na esportiva.
Diante do fazer foto de flores

é algo  clássico,
inexistentes nesta época de inverno 
ou desnecessário
dizer que não há flores no jardim 
dizer que tenha ficado na sombra...
do sol da manhã 
A gente tem que ficar do lado do belo
e manter tantas belezas em reserva...
na mente ou na imaginação..
simples  até que uma
bela flor de alguém 
me trouxe no portão...
esta flor....

Kant

Não é preciso ler Kant para saber que a base da moralidade é o ato de tratar alguém como um fim, não como um meio.
Se algo..consola a alma eu sei...
Depois de ler as palavras de Warren Buffett no "New York Times", a pedir mais impostos para ricos como ele, é a sua estupidez, não a sua riqueza, que deveria ser fortemente tributada.A riqueza..demais é imoral...
Hoje po mundo do ricos..é cheio de estupidez..
Estupidez, mas com vaidade,
a palavra certa é vaidade. 
Uma pessoa acumula uma fortuna colossal. Compra casas, carros. Excentricidades.
Mas eis que chega a gadanha do tédio para arranhar a nossa consciência mortal.

Como resolver esse desconforto e fazer as pazes com a culpa primitiva?
Adotando, com Angelina Jolie..celebridades de Hollywood..viagens repetidas a África, Ásia e outros recantos de miséria, em busca do órfão respectivo.

Mas um órfão é outra história: exige trabalho, disponibilidade e uma dose maciça de sentimentalismo, que sempre comove as lentes fotográficas.
Passear um cambojano ou um etíope, o cúmulo da sofisticação.
E quem não adota contribui.
Os filantropos.
Mas apenas os filantropos anônimos, que partilham a fortuna anonimamente.
ai será legal..

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

IN ROAD

IN ROAD
Horizonte..longe, o céu profundo,
chamando-me..a pensar...
No carro...canções..
Há algo tão profundo no Céus
No Horizonte não há fim
O sol parece que vai...dormir,
para mim
Como eu posso ver
através de meus olhos..
Algo do meu destino..
Corações distantes..
esta hora do dia.. 
As palavras aqui  silenciosas
que ainda serão ouvidas
As escrevo..apenas..
Assim eu apenas me deixo

levar pelas musica através da noite..
neste lugar ermo..
Toda vez que exalto a natureza,
levado sempre por impulso irresistível,
nossa realeza
tentando traduzir o que é intraduzível
 há algo que SE vê e sente e exprime...
 o Criador, tenho a certeza, o maior
do sonho e da beleza,
eu somente..
aqui traduzo o que é sublime..
FOTO REBEL

sonho

O macio
A pele suave
lábios molhados,
Beijos desejados...
movimentos contidos...
Atiçando o fogo..
meu último sonho 
morreu nas sombras...
bem lentamente..
vc se foi..

Aos olhos

Algo que me revela
e não te salta aos olhos,
MAS SEI DE SEU OLHAR ,
Olhos teus
espreitavam
um brilho, 
sei detrás
há doçura adormecida...
Tua mente,
fantasias
ganham asas
somos cometas
em rota de colisão,
nos encontraremos,
frações de segundos,
 deslizarão mansamente
sobre lençóis,
 a intensidade que
vejo
 olhando dentro os teus olhos..

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Esses Amores

margarida
Não... não é um filme de Claude Lelouch
O meu sentimentalismo.. tem sua leitura aqui...
provoca..
Ao longo de meus posts neste blog,
sou visto  como um romântico...
Uns "amigos", dizem se tratar de algo açucarado 
Eu sou uma pessoa.. mas muito mais ou mais dedicada a conquistar pela emoção..
o meu esforço intelectual, tem esse direção.. 
As vezes que escrevo é um jeito de reavivar
os principais momentos..da minha vida..
Um longo  trajeto..até aqui..a Medicina..meus amores, a vida em si...
como um encontro entre uma bela mulher e um jovem..e suas.. cenas da vida..
algo com se vê nos inventos dos irmãos Lumière.
http://acreb.blogspot.com/2010/11/faculdade-de-medicinaufpelfederal-de.html
http://acreb.blogspot.com/2010/03/poema-de-um-estudante-de-medicina.html
O jeito as vezes é tentar reconstituir mentalmente o lado legal ou as vezes o turbulento século 20..onde fui e vim desde 1956..belas história, na qual pouco importa  se as veze escrevo o que leva os homens a se destruírem,
ou aos motivos que leva os corações que se encontrem.
A bela.. Roberta..  funciona como epicentro desses amores...nesta post abaixo 
http://acreb.blogspot.com/2011/05/minhas-tardes.html
Ela é fruto de uma paixão e acho que há emoções neste texto..
Mas tem muito de amor..e com isso quero sempre dizer.. que com amor nada pode nos aniquilar....
Um ser..um jovem..que se entrega.. a  delirantes arroubos sentimentais, algo normal...
Sempre fui fiel aos meus ideais e idéias românticas,

Agora escrevo como um um clipe..relembro cenas..
como num dos meus filmes...preferidos.. que é
era um vez na America de  Sergio Leone..
Como um perfume, nostalgia que exala pode até embriagar, mas a exposição demorada a ela provoca enjoos...como o açucar...demais..
Bem eu sei disso...

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

A VIDA NÃ SE RESUME A

GENTE A VIDA NÃO SE RESUME
A
CARNE VERMELHA,
MOTOS,
CARROS,
JET SKY,
TEM HAVER UM POUCO
MAIS NO DIA DIA
CAMINHADAS,
PEDALAR,
COMIDAS SAUDÁVEIS E NATURAIS,
CONTO COM VC,
QUE TEM UM ENTENDIMENTO
MAIS LÚCIDO
E
NÃO É CONSUMISTA,
O ASSUNTO É ESSE..
 URGENTE
HÁ MUITA HIPOCRISIA
E SUPERFICIALIDADES
E LUGARES COMUNS POR AI,
SEI QUE NÃ EH O TEU LUGAR
CADA VEZ PRECISAMOS
QUE ESTAS IDÉIAS
SE DIFUNDAM MAIS,
UM ABRAÇO
REBEL.

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Amor

Mas..agora....a tarde terminando...
só tenho a dizer que....

minhas noites seriam....
ttttattantammmm 
"Entre as palavras,

existem para cada um de nós"... 
as
prediletas e sempre preferidas
cotidianas

que se
usam mil vezes sem temer...
solenes,

que..mais
amamos,
entretanto por mais
que as amemos,

pronunciamos
ou escrevemos com
cuidado
e

reflexão,
como objetos raros:

fazendo as escolhas que
correspondem
a essa sua solenidade...esta devoção. 
Para mim a palavra "felicidade", " amor"..
Ah...aqui não chove agora...
mas os ruidos para quem

não quer tanto
silencio..é uma musica,

um ruido da
chuva..no fundo,

aquele..mesmo..
que..faz tão bem..
quando nos amamos
ouço a musica
Sing for me.....
é como..

ou navegar,
em mar calmo...

com as
minhas...

predileções...
o céu azul..
o mar blue
ondas e flutuaçôes..
Oceano azul,
chamando
NÓS
Canções  
e ondas 
me mantém assim
não há fim, tanta felicidade
o leito  para mim
como ver através de seus olhos
o meu destino é seu amor
nossos mundos se encontram
melhor assim
algo para selar..
palavras assim
são
Orações distantes
words silenciosas
que são
e serão ouvidas,
sempre
mas busco

nas palavras..isso
que não posso...
de outro jeito..além desta

linguagem..tudo oque
eu..sinto te escrevo..
Sinta meus lábios
encontrando os seus

num
doce beijo...
beijo de boa noite...

e sinta ao deitar
nos seu lençois...

a sensação do meu toque de estar
sendo afeiçoada...
por alguém..
EU
texto e foto
rebel

terça-feira, 23 de agosto de 2011

UM LUGAR PARA UMA PRECE..

UM LUGAR PARA ORAR...
ORAR...é belo, inspira..trás paz...
reeencontramos...com o divino
Aqui foi um lugar para uma prece...
Aos meus olhos na manhã
Desponta a mata, a serra,
a igrejA no belo lugar...
como a vida que abre-se
Vejo o verde..vejo as flores...
até meu cão
na grama verde
A estrada estreita,
a mata,
No caminho o verde
se escorrega pela beiradas
Não preciso dizer mais nada...
como chegar aqui..
Abro os olhos para a beleza, de agora.
Os caminhos sinuosos,
onde sempre tive
a consciência, 
de que natureza é isso,
inspiradora, tal algo
de divino
quem me dera fosse
uma declaração de amor
a natureza
Uma justa forma 
[de valoriza-la
e mais
uma contemplação
Eu abro a minha fala assim,
um belo olhar ao verde ao sol
de cada dia,
Olho relva, as nuvens,
o vento soprando,
A manhã na montanha
Esperar só o céu ficar azul
tanto que o tempo
que passa rapido 
até as tardes,
Assim é por por onde andei meus
olhos ....... 
Por horas e horas e horas, o dia acabou assim,
os amantes da natureza tão amantes a
ssim que sabem sentir,sabem descrever,
ah como tudo, vira
uma prece..
Sim o dia acabou assim,vendo o rio,
vendo a ventania,
vendo a helices,
dos moinhos de vento
vento por toda parte,assim
é a natureza,inspiração, 
apegos,
nos detém
por horas,a beleza que 
chama assim estou 
a descrever jardins, flores, abelhas
que sugam o nêctar, AS FLORES
 a grama, o verde
névoa, realizo sonhos, 
plenitudes e satisfações.
Sim hás de entender,
meus versos realço
a vocação minha
e da natureza, 
e a espiritualidade
razão maior de ver e de ser..
, de andar, de passear,
transcende, aquece, vibramos,
com tudo que se aproxima dos nossos olhos,
belo destinos a contemplar..
tudo que aos olhos
assim nos transparece tudo dito
assim como uma prece, a mãe natureza
texto rebel

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

DESIRE

DESIRERESISTIR AOS DESEJOS..
Existirão os " sem BMW, sem Discovery Ranger, sem-Ferrari", os "sem-Blackberry", os "sem-Prada" também?
Há os sem-iPad?
Dizem  que há hoje a malvada sociedade do consumo os obriga a desejar até  iPads...*em London..ou será também..que é maldição do Steve Jobs..da Apple...
O mundo semnpre vive, viveu e viverá de desejos..mas  destes desejos...mulheres, cavalos, beleza, tecidos de seda, especiarias, facas, tambores, ouro. homens belos...
As pessoas que desejam, ou desejaram  não têm, mas nem..memso isso...com violência...não matam..não saqueiam etc..

trabalham duro..vida dura..com obstinação.. para ter seus desejos.. 
Há os idiotas os que acham que tudo que queremos podemos ter...
e que a vida sempre será assim. puros....i..d..i..o..t..a..s
Ter algo que desejo para mim foi sempre um batalha..dura...planejamento e obstinação..e viver focado..
Bem..então..resistir aos desejos..em cad ser..humano..envolve moral e caráter.

Um dos pecados do pensamento público..achar que...então tudo pode....
Hoje..há famílias que nunca trabalharam vivendo graças ao governo..

mas tem gente que ainda não aprendeu que não existe almoço de graça.
A violência em Londres.. de pessoas clamando por justiça social na distribuição de iPads.
É conhecida.. num  livro de Dostoiévski, um homem faz confissões dizendo que é um homem amargo. por sofrer do fígado...ser amargo seria do fígado.
e recusa tal desculpa para sua personalidade insuportável e prefere assumir que é mesmo um homem mau. Eis um homem de caráter, coisa rara hoje em dia.
No mundo se gosta de " achar que se sofre do fígado" (a sociedade de consumo, o patriarcalismo, a Apple) que justifique suas misérias morais.
O escritor russo percebeu que as ciências se davam as teorias que tirariam a responsabilidade do homem pelos seus atos.

E a  moda pegou..pelo jeito..
 "teorias daqui e dali.. até fígado" para justificar nossas misérias morais...
Uma delas é a teoria de que somos construídos socialmente.
Há algo verdadeiro na ideia de que somos influenciados pelo meio em que vivemos...mas não é só isso 
Mas aí dizer que "o sujeito é um constructo social" muita sacanagem intelectual.

Budha diz que somos o que pensamos..somos frutos dos nosso pensamentos..se ele são maus...temos um bico de corvo...
ou somos presságios do mal...
A politica brsileira trás maus presságios...o dar sem exigir...
Resistir a impulsos que outras pessoas, só os maus e sem caráter, não resistem.

o Corvos por ai.... ladrões...corruptos...assassinos..estupradores...
Aos desejos e  ter algo...  é próprio do mundo do consumo.

Homens sempre quebram coisas de vez em quando e querem coisas sem esforço.
As causas podem variar.
Hoje em dia, seguramente, uma delas é que muita gente está acostumada a um Estado de bem estar social que os trata como...filhos..do.....estarão logo estarão ai saqueando sua  casa..estuprando sua filha.;.etc..
A preguiça é algo contagioso no Brasil.. sim, é um traço universal do ser humano.

A "culpa" do que ocorre em Londres não é do consumo ou do desejo do consumo nem aqui..para tantas mazelas sociais

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Nuvens

CLOUDS
Nuvens que vem...
Nuvens que vão...
Quero alcançar essa
impossivel,
Vento sopra..
Também impossivel de alcançar..
a poesia desabrocha..
...no toque aveludado...que me toca...
e sente a textura de minha pele...
Tua na suavidade  sempre encontrarei..
e terás o carinho do meu olhar...
no sussuro do vento...que foge..
terás
eu falando de amor...
nas águas da chuva..
ou  correntes de um riacho...
não verás  algo tão límpido
Ventos, nuvens evocam...
eu já  sei que vou alcançar..
em cada sopro em cada nuvem que passa..
te encontro...assim