Rebel: Imagens, palavras..minha essência... um amigo da natureza

Rebel

LOOKING IN WINDOW


R.E.B.E.L - Most View- - Week- Top Ten

sábado, 18 de novembro de 2017

Casas e Construções Antigas

As casas 
eram todas
de madeira.
Famílias 
numerosas.
Esta da
Família Strapazzon.
..
Aqui
no começo 
do século 
XX..
Eram 
os 
habitantes,
de
descendência
Italiana,
alguns nascidos 
na Itália 
ou
filhos 
e netos
de 
imigrantes 
italianos.
Vindos do 
Vêneto, 
ao
o Brasil 
nos fins do 
século 19, 
se 
fixaram no 
Rio Grande 
do Sul, 
emigraram 
com 
filhos 
e netos
estes 
Italianos 
para 
Santa Catarina, 
para colonizar 
terras, 
de difícil 
acesso 
e
viviam 
de forma
Isolada, 
mantiveram 
costumes
e língua.
...
Casa 
Típica do 
Vêneto 
Italiano
replicada 
aqui no 
começo do 
século XX. 
Não 
é impossível
imaginar 
como 
eram
casas e seus habitantes...
Na região 
denominada
Rio da pedras  
e depois
Perdizes
e Vitória
seus habitantes
que hoje 
chama-se
Videira
no começo 
do século XX. 
..
Há ainda
casas 
antigas
em 
Videira
entre elas,
Antiga 
casa 
paroquial,
Agora denominada
Museu 
do Vinho.



..
Há 
outras
casas 
antigas
ainda.
como esta 
na rua 
Campos Novos
que
além 
do 
Museu
do vinho
é  umas das  
casas de madeira 
mais 
antigas 
de Videira,

Juntamente 
com 
a antiga 
estação 
ferroviária 
do 
Rio 
das 
Pedras,
atualmente desativada.
..
Resta 
ainda
contruções
de 
alvenaria
a igreja
de 1947, 
e outras 
como
o antigo
Palácio Martelli
casarão
em 
frente 
a praça 
atualmente, 
Em frente
há a antiga 
sede 
da Perdigão
erguida 
nos fins 
dos anos 60.


Beijo e Bobagens.


Sei que 
teu beijo
eh delicioso,
e  nele brota todo carinho..
do seu coração.
Teu abraço não
é o lugar pra 
qualquer 
homem estar,
ser e estar
ali protegido 
de bobagens,
assim,
realmente amado 
das melhoras 
formas 
e palavras,
Por
simples palavras, 
me abro...
Gosto de muitas coisas,
mas está é a única 
verdade...
tudo em você
gosto de provar
e é
um sentimento 
demasiado grande.

Apenas um

Pensar dá trabalho..
vamos lá então.
Clima: 

A ação do homem está levando ao caos
pela apropriação da natureza
finita para 

atender 
ao crescimento
da população mundial.
Urbanização: 

Ela que acarreta profundas 
consequências ecológicas
no comportamento humano 

e cria um
ambiente vulnerável.
O

Reconhecimento 
de cada um,
por mais importante 

que pense ser,
é de que é apenas um,  

nesta luta.
Nossa sociedade: 

Brutal,
Injusta,
Cruel.
No quase sombrio 

final de tarde,
um lamento 

sobre a
degradação 

do meio ambiente.

Butterfly


Num
roçar de asas,
nos instantes,
que 
pousas 
colorida,
faço esta foto.
Ousada,
íntima
pura.
Olhos meus, 
Arregalados.
assim
descubro.
Uma forma de 
ver

viver
Perante olhos 
vejo um ser,
uma
procura.
Um 

aconchego soberbo.
Por cima do branco
na magia do amarelo.
Imagino 

perfume,
embriagando.
Um
encontro
um

instante
é como
viver momentos 
fugidios e mágicos
detalhes
da

presença 
na flor.






sexta-feira, 17 de novembro de 2017

O tempo me deu razão.

Que, 
aprendemos sempre,
e continuamos assim.
Há sempre, 

o aprendizado 
em
nós humanos,
no tempo que passa...
no lento caminhar, 
nas experiências resultantes,
em cada ser
que é  a vida.
No tempo há uma
inevitável 
deterioração 
em tudo,
a mais sentida 

no homem moderno
é a dos afetos,
Sabemos que o tempo 

acarreta no sentido biológico  algo pior.
Eu queria inscrever 

minha história,
como um belo espaço habitado por 

meus amigos, 
conhecidos,
pais e irmãos, 
algo que
nem sempre 
conseguimos.
O belo passado,
é  o tempo que 

convivemos,
embora efêmero, 

admito que sempre
teve lá sua beleza.
Nada de impor algo isso permito-me ter algo nobre,

é  a liberdade de expressão 
dos nossos dias, já que
vivi também em outro tempo 
como
alguém em que 
diziam:  você  é 
um menino sapeca,
inquieto e
sem muitas
qualidades.
Há e haverá 

sempre a presença,
destes fantasmas do passado,
olhando para 

nós e mesmo
assim a vida continua.
Mas em tudo, há  reminiscências
daquilo que
ficou na 

minha mente e  natural  ficar em nós 
por muito tempo.
Sinto isso...
mas sinto...
viver 

vale sempre
e
valeu a pena.
Embora as tecnologias atuais 

mudem a percepção de muitas coisas
ao nosso redor,
nós seres humanos, 

continuamos
em sua essência 

os mesmos
e seja qual
for a sua época, 

todas inquietações
permanecem essencialmente

as mesmas, 
de onde vim 
e para onde vou.
Permite a cada um
olhar assim a vida,
como ela é, 
nua e cruamente 
desprovida de certezas.
exceto a morte.
Escrever é  minha

expressão
de tudo que sinto 
mas tenho a certeza que não  sou
um menino 
sem muitas
qualidades.
Tudo que penso hoje, 

é um sinal notável,
dos pensamentos evoluidos
e muitas vezes tem
alguma
contaminação tóxica
da vida intelectual hodierna.
O meu pensamento,
é isso, 

é a soma de  tudo
que levei,  
desde lá longe,
em minha mente e da

minha consciência 
do mundo..
Um ser tratado com inferioridade,
é tudo que mais reprovável 
que pode existir.
A luta por liberdade é sempre atual
na vida,

é a coisa 
mais
digna que possa existir.
Cabe a cada um se
livrar das 
amarras do passado.
e seguir livre o seu caminho.
Não há ser pior, que o submisso.
o que se 

coloca à deriva de
sua vida...
Olho assim 

muitas com anos de distância.
A realidade 

me fez sentir assim...
num certo ponto...
solitário...
num mundo 

de muitos cínicos 
de outros tantos 
hipocritas.
É preciso, "tentar entender"
o significado 

de tudo e que o  o mundo,
é que é,
somos,
só um resultado

de nossas circunstâncias 
e apenas
um ser,
pequena nesta 

grande multidão...
Sempre achei um jeito de demolir 

algumas
lembranças dos idiotas..
de outros lugares,

de outros tempos,
que habitavam 

o pátio da 
minha vida...
para prosseguir 

leve e solto 
no tempo.
Não se deve 

fazer do olhar 
de outrem,
seu olhar..
Seu olhar é só seu

nunca outro...
O olhar só seu...
Um olhar presente
desde o passado...
sempre dá
e me dará algumas
escassas visões 

do Paraíso...
por isso o tempo

sempre me 
deu razão.
Não sou bem  

e ainda bem,
o que muitos

pensavam 
de mim..
Mas um ser
melhor.



Happy Few II

...
Se é
Afeto e os 
o sentimentos
nos movem...
Talvez  
esta 
onda vazios 
hedonismo, 
e
consumismo,
o prazer a 
todo custo
no mundo, 
o ser humano 
nunca irá
sem
afetos verdadeiros 
encontrar a paz 
consigo mesmo.
...
Há mais depressão..
que a real existência.
Isso é consenso 
na classe médica...
Falar de depressão...
É bastante complexo,
não 
por Freud.
nem 

sem ele,
Mas
falar que o afeto 
que importa
e sem afetos
nunca iremos
encontrar
uma 
paz duradoura
Não o mundo
não esqueceu
de ti
pense nos 
sentimentos
verdadeiros
que vazios
preenchem
...
Seria impossível saber tudo
aqui um forma meio que
superficial, abordagem da
afetividade humana e
que possa trazer
numa rápida 
leitura de
algo sobre a
dificuldades da 
vida e
manter-se  bem.

Com  
humor 
sadio...
...
Chuva ou faça sol..
A vida 
muitas vezes
não basta 
e sentimos infelizes.
Sabemos que há dias
muitos felizes.
E poucos Felizes.
Dias que a dor é
maior ou menor.
A vida oscila.
A vida é dual.
Muitos humanos
não
enchergam
onde
chegar
em suas buscas
andam
loucos,
loucos para viver,
loucos par serem reconhidos
loucos para falar,
loucos para aparecerem,
desejosas de parecerem
aprecerem
tudo ao mesmo tempo,
e

aqueles ignorados
que nunca aparecem
mas nem
por isso 
se
sentem
rejeitados
ou 
ressentidos
como que 
o mundo
esqueceu deles,
outros
andam pelo
mundo 
estressados
explodindo
e muitos
no meio de
você de mim
tudo mundo
sente
e vê
nunca é pop
ser assim 
todo mundo sabe
..
É preciso caminhar
pleo mundo
enfrentando
o que vier
"Eu não 
sou um  
cara que 
se 
denomina 
happy-few.. 
pouco feliz". 
Hoje, 
pessoas 
andam
por ai 
vejo 
que 
estão tristes, 
e por issp
dizem 
estarem 
deprimidas. 
Não falam que 
têm medo, 
mas que 
têm fobia. 
Não dizem que 
estão cansados, 
mas estressados.
"O sofrimento",
tem se 
transformado 
em "doenças". 
Há uma "vantagem" 
em transferir 
o sentimento 
para a doença...
a doença tira 
um peso maior..
o existencial.
O julgamento 
moral 
é menos pesado 
quando a pessoa 
se apresenta 
como doente.
"Há mais depressão..
que a real existente.
Isso é consenso 
na classe médica...
mas eu digo que há exageros 
em alguns diagnósticos, 
médicos clínicos
e psiquiatras afirmam que 
a doença pode 
atingir de 30% 
a 40% da população 
mundial 
em algum 
momento da vida.
Existe um ciclo químico 
na depressão", 
muitos diagnósticos 
são feitos 
de forma errônea, 
mas é inegável 
um aumento 
no número 
de casos nos 
últimos anos"
Na depressão...
ter amigos ajuda, 
fazer exercícios
se movimentar
é imprescindível,
mas muitas vezes
não é suficiente...
quando uma pessoa
está triste precisa 
ter força 

pensamento legal,
nesta horas...
curtir a vida..
ter esta interação 
com a natureza,
há tanto por 
ver por ai..
VIVER É 
“mais bonito 
que mundo pensa, 
que a gente pensa, 
comecei 
a saborear 
a vida assim 
e só depois 
de reconhecer 
a sua beleza..
isso,
melhora até 
o ar respiramos .
Estar aqui é 
um milagre", 
cada dia viver assim...
ótimo.
Então happy-few 
(poucos felizes)...

não eh drepê...
ou depressão.
Em caso de 
depressão,
é um doença ai 
é preciso 
tratamento
médico..


May It Be II

 Pode 
ser
que
sua felicidade,
possa
vir ou
vem de
lugares 

pessoas 
que
passaram 
na sua 
vida 

iluminaram-na...
Talvez 
o contrário. 
Andamos 
pela vida, 
assim
até voando.
...
Um dia
entendemos
que somos pessoas
felizes
e todas 
pessoas
felizes
tem algo 
parecido,
desfrutam da vida
nas 
pequenas coisas,
nas
coisas mais simples
..
Quem
pode 
dizer...
que não 
somos 
assim,
pelos
que
passaram 
na sua vida
e iluminaram-na,
outros continuam.
..
percepção 
da vida 
começa 
assim,
e alegra 
pelo 
resto 
da vida..
As  
fotos,
reforçam 
sobre isso,
desde o brilho 
dos bailes
o
estar na praça, 
ir na missa,
em minha terra,
é esse 
o poder 
da família
Sempre pensei...
assim,
...
Aqui ainda 
há felicidade.
Cada um sabe 
da 
sua felicidade
mas há a jeito 
de ser,
ser o que se é....
na praça..
no banco da praça...
festa da Matriz,
e o sorvete 
após 
a missa 
do domingo.
...
Aquilo 
era 
a coisa 
mais
legal 
na 
minha 
infância.
Pode 
ser
isso, 
a vida 
é
momentos
que 
passam
que deixam 
rastros, bons
estados de humor, 
sentimentos,
por 
toda vida.
muitas
silenciosas 
lembranças.